Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
3

EUA adiam por 90 dias sanções à Huawei

Governo norte-americano considerou em maio que a Huawei constitui uma ameaça à segurança nacional.
Lusa 19 de Agosto de 2019 às 14:25
Huawei
Huawei FOTO: Reuters
O Governo norte-americano prolongou esta segunda-feira por 90 dias as isenções que permitem ao grupo chinês de telecomunicações Huawei continuar a fazer negócios nos Estados Unidos, indicou o secretário do Comércio, Wilbur Ross.

Os Estados Unidos consideraram em maio que a Huawei constitui uma ameaça à segurança nacional e disseram que queriam banir o grupo dos Estados Unidos, mas acabaram por conceder isenções temporárias a determinadas empresas norte-americanas que negoceiam com o grupo chinês, permitindo-lhes vender alguns produtos ou mudarem de fornecedores.

"Há mais 90 dias para as empresas de telecomunicações norte-americanas, incluindo algumas empresas rurais, que dependem da Huawei", explicou Ross em declarações na Fox Business. "Vamos dar-lhes mais tempo para se separarem", acrescentou.

Horas antes, a China pediu ao Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que "cumpra os seus compromissos" e permita que empresas norte-americanas continuem a fazer negócios com a Huawei, lembrando que isso tinha sido acertado durante um encontro com o Presidente da China, Xi Jinping, à margem da cimeira do G7, no Japão.

O porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, Geng Shuang, considerou que uma quebra daquele compromisso afetaria a "reputação e credibilidade" de Washington.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)