Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
7

Explosão solar ameaça satélites

Três explosões solares registadas na última semana levaram a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) dos Estados Unidos a alertar para a ocorrência de tempestades magnéticas que podem provocar danos em satélites, telecomunicações e equipamentos eléctricos.
7 de Agosto de 2011 às 00:30
A REN, que garante o fornecimento de electricidade em Portugal, não registou anomalias
A REN, que garante o fornecimento de electricidade em Portugal, não registou anomalias FOTO: Getty Images

Em Portugal, fontes da PT, principal operador de telecomunicações, e da REN, empresa que fornece electricidade, garantem que não detectaram anomalias nas últimas horas.

Joseph Kunches, cientista do Centro de Previsões do Clima Espacial da NOAA, disse que "em resultado da terceira explosão, uma tempestade magnética está prestes a ocorrer, sendo provavelmente de nível moderado ou forte".

O agravamento das explosões solares resulta de uma fase de maior actividade do Sol que atingirá o seu máximo dentro de dois anos, cumprindo assim um ciclo de 12 anos, explicou Tom Bogdan, director do Centro de Previsões do Clima Espacial.

A mais intensa tempestade magnética, recorde-se, ocorreu em 1859, quando as telecomunicações existentes eram a rede telegráfica. A aurora boreal então provocada pela tempestade foi vista nas Caraíbas.

EXPLOSÃO SOLAR SATÉLISTES CIÊNCIA TELECOMUNICAÇÕES
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)