Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
8

Google acusada de ceder dados pessoais a anunciantes

Gigante tecnológica continua a somar investigações: desta vez entrou no radar do regulador irlandês para a proteção de dados pessoais.
Jornal de Negócios 4 de Setembro de 2019 às 15:32
Google
Os motores de pesquisa do Google são cada vez mais usados na procura de notícias
Google
Os motores de pesquisa do Google são cada vez mais usados na procura de notícias
Google
Os motores de pesquisa do Google são cada vez mais usados na procura de notícias

A Google estará a utilizar páginas ocultas para recolher dados pessoais dos utilizadores para depois passar essa informação aos anunciantes. Esta é a acusação feita por um rival mais pequeno que chegou às mãos do regulador irlandês para a proteção dos dados.

O regulador está a investigar se a Google usa dados sensíveis como a raça, saúde e orientação política dos utilizadores para adequar aos anúncios. O responsável pelas políticas do browser Brave, Johnny Ryan, alega ter descoberto as páginas ocultas em questão enquanto tentava perceber como é que os seus dados estavam a ser usados no âmbito de uma plataforma de anúncios da Google.

A plataforma, com o nome Authorized Buyers, é a maior base de leilões de anúncios em tempo real, e nela vendem-se espaços para publicidade em vários sites. Em apenas uma hora de utilização da plataforma, Ryan diz que os seus dados pessoais foram captados por seis páginas diferentes e cedidos a oito empresas de publicidade.

Fonte oficial da Google garantiu ao Financial Times que a tecnológica não cede dados sem o consentimento dos utilizadores.

Esta investigação surge pouco tempo depois de o braço da Concorrência da Comissão Europeia, liderado por Margrethe Vestager, ter aberto uma nova investigação sobre a mesma empresa. Desta vez, o escrutínio incide sobre a ferramenta de procura de emprego da gigante tecnológica.

Os braços-de-ferro entre Bruxelas e a Google já deram origem a uma multa de 2,7 mil milhões de dólares, aplicada em 2017. Nos últimos dois anos, a empresa já foi alvo de uma soma de 9,5 mil milhões de dólares em multas decretadas pela União Europeia, acusada de quebrar regras de concorrência.

Google Johnny Ryan Internet grandes empresas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)