Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
2

Huawei, a tecnológica milionária onde os trabalhadores dormem debaixo das secretárias

São mais de 180 mil trabalhadores em todo o mundo, grande maioria está envolvida em projetos de pesquisa e desenvolvimento.
Iúri Martins 11 de Maio de 2019 às 08:51
Huawei, a tecnológica milionária onde os trabalhadores dormem debaixo das secretárias
Trabalhador da Huawei descansa debaixo da secretária
Campus da Huawei na China
Trabalhadores da Huawei na fila para a refeição
Trabalhador da Huawei descansa no seu local de trabalho
Trabalhadores da Huawei em momento descontraído a jogarem basquetebol
Fila da cantina no campus da Huawei
Trabalhadores da Huawei abandonam o campus
Trabalhador da Huawei no local de trabalho
Refeitório no campus da Huawei
Huawei, a tecnológica milionária onde os trabalhadores dormem debaixo das secretárias
Trabalhador da Huawei descansa debaixo da secretária
Campus da Huawei na China
Trabalhadores da Huawei na fila para a refeição
Trabalhador da Huawei descansa no seu local de trabalho
Trabalhadores da Huawei em momento descontraído a jogarem basquetebol
Fila da cantina no campus da Huawei
Trabalhadores da Huawei abandonam o campus
Trabalhador da Huawei no local de trabalho
Refeitório no campus da Huawei
Huawei, a tecnológica milionária onde os trabalhadores dormem debaixo das secretárias
Trabalhador da Huawei descansa debaixo da secretária
Campus da Huawei na China
Trabalhadores da Huawei na fila para a refeição
Trabalhador da Huawei descansa no seu local de trabalho
Trabalhadores da Huawei em momento descontraído a jogarem basquetebol
Fila da cantina no campus da Huawei
Trabalhadores da Huawei abandonam o campus
Trabalhador da Huawei no local de trabalho
Refeitório no campus da Huawei
A Huawei é hoje uma das empresas tecnológicas mais valiosas da China e em todo o Mundo. Com vendas perto dos 100 mil milhões de euros, a gigante tecnológica está sediada em Shenzhen, no sul da China, considerada o Silicon Valley do país.

São mais de 180 mil trabalhadores em todo o mundo, metade está envolvido em projetos de pesquisa e desenvolvimento.

Na sede, em Shenzhen, os trabalhadores passam o dia num Campus de larga escala, com condições dignas e vários espaços lúdicos.

No entanto, vários trabalhadores escolhem o seu pequeno espaço de trabalho para dormir. As refeições são feitas em grandes edificios, alguns com aspeto de igreja.

Bilhar, basquetebol, jogos tradicionais, ou aulas de arte fazem também parte do dia a dia de um trabalhador da Huawei.

A Huawei superou a Apple em 2018 no mercado dos smarphones, ficando apenas atrás da Samsung.

Por outro lado o crescimento da gigante tecnológica está a ser ameaçada pelos EUA e vários países da Europa devido a rumores que apontam para falhas na segurança dos equipamentos que permitem espionagem por parte do governo chinês.

Apesar das várias polémicas, a Huawei lidera a corrida na adoção da tecnologia 5G.
Huawei Mundo China EUA Shenzhen Silicon Valley Samsung Apple Europa 5G economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)