Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
5

Investigadores tornam Ébola mais inofensivo

Investigadores norte-americanos conseguiram tornar o vírus do Ébola mais inofensivo retirando um gene que impede o seu desenvolvimento. Um avanço que poderá acelerar a descoberta de uma vacina ou de um tratamento para a doença.
22 de Janeiro de 2008 às 01:36
De acordo com um estudo publicado segunda-feira no anuário a Academia Nacional de Ciências, entre os oito genes do vírus, o VP30 produz uma proteína que lhe permite desdobrar dentro de uma célula hospedeira. Sem este gene, o vírus não se desenvolve nem se multiplica, explicou o professor de ciências patobiológicas da Universidade de Wisconsin, Yoshiro Kawaoka.
Ao estudar uma versão menos perigosa do vírus do Ébola, os laboratórios conseguem trabalhar mais facilmente, aumentando as possibilidades de descobrir uma vacina ou um tratamento.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)