Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
2

Invizimals já chegaram à PS3

Em ‘O Reino Perdido’, as criaturas dão o salto das consolas portáteis para a consola de sala da Sony.
25 de Novembro de 2013 às 20:38
Jogos, sony, playstation 3, invizimals, reino perdido
Jogos, sony, playstation 3, invizimals, reino perdido FOTO: Imagem retirada da página do jogo

Depois de alguns anos a entreter os mais jovens nos ecrãs da Playstation Portátil, a saga Invizimals ganhou uma nova vida, com o lançamento de “O Reino Perdido”, para a PS3. O jogo foi lançado em conjunto com um título da saga para a Playstation Vita, "Invizimals: A Aliança".

'O Reino Perdido' apresenta dois modos de jogo: o modo batalha e o modo história. O primeiro corresponde a combates entre criaturas Invizimals. O jogador entra numa arena virtual, onde pode desafiar a inteligência artificial da máquina ou defrontar adversários reais (seja online ou através da opção de ‘cross play’ com o jogo da Playstation Vita).

No modo historia, o jogador é colocado na pele de Hiro, um rapaz transportado para o Reino Perdido com um objetivo: derrotar as estranhas criaturas metálicas que invadiram o território. Na sua demanda, o jovem protagonista pode recrutar e assumir a forma de aliados Invizimals. Cada criatura tem uma habilidade específica, necessária para progredir pelo jogo.

‘Invizimals: O Reino Perdido’ está claramente pensado para o público mais jovem, com uma jogabilidade simplificada ao máximo. Os controlos são bastante básicos, o grau de dificuldade é muito reduzido e há até um narrador que vai explicando, em português, o que é necessário fazer para avançar na história, de modo a que o jogador nunca fique perdido.

A facilidade extrema acaba por tornar o jogo bastante repetitivo, com o fator novidade a dissipar-se muito rapidamente. Nem o facto de existirem várias criaturas para desbloquear ao longo do percurso, cada uma com uma habilidade “única”, torna o jogo mais dinâmico: as habilidades só podem ser usadas de forma automática, em certos momentos do percurso.

Sem ser extraordinário, o jogo apresenta um nível gráfico aceitável, que tem na cor o seu trunfo. Contudo, a mecânica visual nem sempre é a melhor, com ângulos de visão que muitas vezes dificultam a ação. Também os movimentos das personagens são um pouco automatizados, o que retira fluidez ao jogo.

Concluindo, ‘Invizimals: O Reino Perdido’ não apresenta grandes inovações em relação aos demais jogos do género. Para além do nome, bem firmado nas plataformas portáteis da Sony, o seu grande trunfo é mesmo a possibilidade de ‘cross play’ com o título da saga para a Playstation Vita.

Ficha técnica

Título: Invizimals: O Reino Perdido

Lançamento: 30 de outubro

Plataforma: Playstation 3

Idade aconselhada:7+

Jogos sony playstation 3 invizimals reino perdido
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)