Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
5

Máquina do Big Bang já funciona

O projecto para estudar o nascimento do universo está a caminhar a passos largos. A primeira tentativa de fazer circular um feixe de milhões de protões no acelerador LHC, o mais potente do mundo, começou esta quarta-feira, no Laboratório Europeu de Física de Partículas, em Genebra, Suíça.
10 de Setembro de 2008 às 10:45
Cientistas estudam criação do universo

O objectivo para hoje é conseguir que as partículas dêem uma volta completa ao enorme túnel de 27 quilómetros que constitui o Grande Acelerador de Hardões (LHC), antes de realizar experiências com colisões de protões para tentar identificar novas partículas elementares. 

Depois desta primeira tentativa fica-se a saber se o maior acelerador de partículas do mundo funciona, mas os primeiros choques de protões apenas se produzirão daqui a alguns meses, altura em que se iniciará a obtenção de dados. 

O projecto destina-se a simular os primeiros milésimos de segundo do universo. Considerado a maior experiência cientifica do século, este projecto de recriação do Big Bang conta com cerca de 6000 cientistas. A maior máquina do mundo demorou uma década a ser construída e custou 10 mil milhões de dólares, segundo noticia o jornal Público. 

Só depois de comprovada a evolução do funcionamento é que haverá colisões de partículas e estarão criadas condições para o estudo de novos fenómenos, através da recriação das condições que se produziram instantes depois do nascimento do universo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)