Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
8

Micróbio ‘avô’ da levedura

Investigadores da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa descobriram que o antepassado selvagem da levedura da cerveja que bebemos hoje vive na Patagónia, América do Sul, e pretendem agora perceber como chegou até aqui.
24 de Agosto de 2011 às 00:30
Levedura da cerveja
Levedura da cerveja FOTO: Getty Images

O estudo, produto de seis anos de trabalho em parceria com investigadores argentinos e norte-americanos, foi publicado on-line na revista científica ‘Proceedings of The National Academy of Sciences USA’.

José Paulo Sampaio, investigador do Centro de Recursos Microbiológicos da FCT/UNL, explicou que o ponto essencial da descoberta é uma porta aberta à possibilidade de "modificar conscientemente os micróbios que utilizamos na produção de alimentos".

"Ao longo da nossa história, fomos domesticando plantas, como o trigo ou o milho, e animais, como o boi ou o cavalo. Sabemos agora que o mesmo aconteceu com os micróbios e, se entendermos como decorreu o processo de domesticação, e avaliando as diferenças entre o micróbio selvagem e o domesticado, podemos usar o conhecimento para melhorar ou diversificar os alimentos produzidos por microrganismos". O estudo revela a identidade do componente desconhecido do híbrido cervejeiro.

LEVEDURA MICRÓBIO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)