Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
7

Noite de chuva de estrelas "perfeita" amanhã

Investigadores de todo o mundo concentram-se no sábado em vários locais europeus para observar o que muitos consideram ser "a tempestade de estrelas perfeita".
7 de Outubro de 2011 às 17:58
Fenómeno vai decorrer entre as 18h e as 00h00
Fenómeno vai decorrer entre as 18h e as 00h00 FOTO: REUTERS/Jorge Duenes

O fenómeno será seguido por uma câmara de alta definição instalada num globo sonda estratosférico lançado pela Universidade Complutense de Madrid, noticia hoje a agência EFE.

A chuva de estrelas conhecida como "tempestade das dracónidas" produz-se no sábado entre as 18h00 e as 00h00 (hora peninsular) e se as condições meteorológicas permitirem uma boa observação da espetacularidade do fenómeno poderá traduzir-se em mais de quinhentas estrelas cadentes à hora.

Porém, duas circunstâncias amainarão essa contemplação: A primeira é que o outono parece que vai finalmente entrar na península e a agência estatal espanhola de meteorologia prevê para sábado um céu repleto de nuvens em toda a Espanha e nos dois arquipélagos.

A segunda é que a lua está em fase crescente e o céu muito luminoso até quarta-feira.

Visível ou não, a actividade da "tempestade" de sábado será até sete vezes maior do que a das populares "perseidas" ou "lágrimas de S. Lourenço", que cada a ano se produzem a 11 de Agosto.

Será a chuva de estrelas cadentes mais intensa desde 2002 e não voltará a repetir-se tão intensamente nos próximos 10 anos.

As "dracónidas" produzem-se quando a órbita da Terra se cruza com as nuvens de partículas que deixam no seu caminho os cometas e no sábado, entre o entardecer e a meia-noite, a Terra atravessará uma densa nuvem de partículas deixadas por um cometa (o 21P/Giacobini-Zinner), entre finais do século XIX e princípios do século XX, segundo informação facultada pela Universidade Complutense de Madrid.

A interacção com essas partículas, do tamanho de grãos de areia, com a Terra não representa qualquer perigo, mas o estudo deste tipo de eventos tem muita importância para os investigadores porque podem afectar os satélites.

chuva de estrelas europa estrelas cadentes ciência
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)