Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
3

O Flash da Adobe tem os dias contados

Empresa anuncia que o programa será descontinuado em 2020.
Pedro Zagacho Gonçalves 26 de Julho de 2017 às 16:20
Flash da Adobe vai ser descontinuado
Flash da Adobe vai ser descontinuado
Flash da Adobe vai ser descontinuado
Flash da Adobe vai ser descontinuado
Flash da Adobe vai ser descontinuado
Flash da Adobe vai ser descontinuado

Outrora essencial para correr jogos e vídeos em cerca de 98% dos computadores de todo o mundo, o programa Flash, da Adobe, vai ser descontinuado. A empresa anunciou que, a partir de dezembro 2020, vão acabar os desenvolvimentos e suporte ao Flash.

Até lá, progressivamente, a Adobe incentiva os programadores a utilizarem outras tecnologias, em especial de código aberto, que também funcionem em dispositivos móveis. O flash começou a cair em desuso nos últimos anos, particularmente depois da Apple recusar incorporar o programa nos seus dispositivos móveis e de o seu fundador, Steve Jobs, ter criticado o desempenho e segurança da desta tecnologia da Adobe.

O programa, que já era considerado muito pesado e apresentava graves falhas de segurança foi durante 20 anos um dos suportes preferidos para criação de ‘players’ de vídeo e jogos em navegadores de Internet.

À semelhança da Apple, que no entanto vai manter o suporte Flash no navegador Safari e no sistema MacOS, outros gigantes tecnológicos, como a Google, a Microsoft e a Mozilla, já vieram apoiar a decisão da empresa de acabar com o programa.

Agora, os programadores, web designers e empresas com sites ainda dependentes de Flash (que, segundo a Google, representam 17% dos computadores de todo o mundo), terão que optar por outros suportes como, por exemplo HTML5 e WebGL, até dezembro de 2020.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)