Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
3

Samsung não aceita proibição de importação para EUA

Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos (ITC) proibiu na sexta-feira a importação de alguns produtos da Samsung que, segundo a Comissão, violam as patentes da Apple.
11 de Agosto de 2013 às 19:14
samsung, apple, importação, eua, comércio, tecnologia
samsung, apple, importação, eua, comércio, tecnologia FOTO: D.R.

A empresa sul-coreana Samsung Electronics vai recorrer da decisão da Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos que proibiu a companhia de importar alguns dos equipamentos por violação de patentes da norte-americana Apple. A notícia foi avançada este domingo num comunicado da própria marca.

A Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos (ITC) proibiu na sexta-feira a importação de alguns produtos da Samsung que, segundo a Comissão, violam as patentes da Apple.

A companhia sul-coreana viu-se proibida de fornecer o smartphone Galaxy S 4G, o tablet Galaxy Tab e dispositivos de 2010 e 2011. A ITC considerou que a Samsung violou as patentes da Apple nas funções de identificação do movimento dos dedos nos visores sensíveis ao toque de smartphones e nos sistemas de entrada de auriculares.

Dois dias depois, a Samsung recorre da decisão e, em comunicado, garante tomar “todas as medidas que sejam necessárias, incluindo ações legais, para que os nossos pedidos sejam refletidos na decisão”.

Ainda assim, a decisão da agência governamental pode vir a ser vetada pelo presidente dos EUA, Barack Obama, nos próximos 60 dias. Durante este tempo, a marca poderá continuar a vender todos os produtos.

No início da semana, o governo norte-americano vetou a proibição, imposta em junho, de venda e importação de alguns modelos de iPhone e iPad nos Estados Unidos, depois de considerar que a Apple tinha violado patentes da Samsung.

Esta batalha comercial entre duas das maiores companhias tecnológicas começou em 2011, é o resultado de uma ação interposta pela Apple contra a Samsung, sobre patentes em cerca de uma dezena de países.

samsung apple importação eua comércio tecnologia
Ver comentários