Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
2

Zuckerberg anuncia alterações no Facebook e Instagram

O co-fundador e CEO da rede social Facebook, apresentou esta terça-feira, na sua conferência anual, novos recursos para esta plataforma e para o Instagram.
1 de Maio de 2019 às 12:13

O Facebook reformulou o seu logótipo, a aplicação para o telemóvel e o próprio website da rede social. Por seu lado, o Instagram vai deixar de ter os ‘likes’ visíveis. Estas são algumas das alterações anunciadas hoje pelo CEO da rede social, Mark Zuckerberg.

Na conferência anual do Facebook para programadores – denominada F8 – que hoje decorre no Centro de Convenções de San Jose (Califórnia), Zuckerberg já destapou o véu de algumas das alterações.


O logótipo do Facebook ficará agora num círculo em vez de num quadrado. O website também terá muito menos azul, que tem sido a cor preponderante desta rede social.

A nova apresentação do Facebook visa ser mais simples e colocar as comunidades no centro. Os utilizadores começarão a aperceber-se já de algumas das alterações na app do Facebook, ao passo que no website isso acontecerá nos próximos meses, refere a CNN.

Outra novidade tem a ver com um serviço de encontros que passa a ser disponibilizado pelo Facebook em mais 14 países. Está já disponível na Colômbia, Tailândia, Canadá, Argentina e México e vai passar a existir também, a partir de hoje, nas Filipinas, Vietname, Singapura, Malásia, Laos, Brasil, Peru, Chile, Bolívia, Equador, Paraguai, Uruguai, Guiana e Suriname. Aos Estados Unidos chegará mais para finais do ano e quanto a Portugal não houve qualquer referência.

Este serviço, anunciado no F8 do ano passado, permite que os utilizadores criem perfis para encontros que podem ser vistos por quem também subscreveu esta funcionalidade. Haverá um novo recurso no Facebook Dating, chamado Secret Crush (Paixão Secreta), e que foi anunciado esta terça-feira. Permite que o utilizador crie uma lista privada de amigos nos quais está interessado. Se esse amigo o colocar também na sua própria lista secreta, o utilizador será avisado de que tem uma correspondência (uma paixão mútua).

Instagram sem 'likes'

No que diz respeito ao Instagram, os ‘likes’ nesta plataforma de partilha de fotografias deixarão de ser visíveis no feed de notícias, nos perfis e nas páginas de ligações permanentes. Apenas quem faz a publicação pode continuar a ver. A ideia é que os seguidores se centrem nas fotos e vídeos que os utilizadores partilham e não no número de ‘likes’ que estes obtêm.

Recentemente, o Instagram passou a permitir que se possa comprar diretamente nesta plataforma. Agora, e esta foi outra das novidades hoje anunciadas, isso poderá ser feito a partir dos feeds. Já a partir da próxima semana, os utilizadores poderão fazer compras diretamente dos feeds dos seus influenciadores preferidos.

As celebridades, artistas, desportistas, editoras e outras figuras públicas poderão passar a identificar (colocar o ‘tag’) os produtos que estão a usar, e isto através de shop-able tags, sublinha a CNN. Até agora, apenas as marcas o podiam fazer. No entanto, os influenciadores não receberão qualquer percentagem sobre as vendas.


Instagram Mark Zuckerberg ciência e tecnologia economia negócios e finanças tecnologias de informação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)