Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media

350 mil euros para ajudar Palop

Os cortes orçamentais afectam todo o sector, e as empresas de comunicação tuteladas pelo Estado – RTP e Lusa – não escaparam. Ainda assim, há algumas novidades, pois, apesar da crise, o Estado não esqueceu os Palop.

3 de Novembro de 2010 às 00:30
O Grupo RTP, presidido por Guilherme Costa, coopera permanentemente com os Palop na área dos media
O Grupo RTP, presidido por Guilherme Costa, coopera permanentemente com os Palop na área dos media FOTO: Diogo Pinto

"No âmbito do serviço público, fomentar-se-á a cooperação com os países de língua portuguesa", lê-se no relatório do Orçamento do Estado para 2011.

O Executivo vai, então, transferir mais de 345 mil euros para a empresa de comunicação social pública, presidida por Guilherme Costa, ajudar na modernização das televisões e rádios dos Palop.

Através do Gabinete para os Meios de Comunicação Social, o Grupo RTP irá receber a quantia de 277 475 euros para a modernização das televisões e uma verba de 67 900 euros para as rádios. Estes valores deverão estar disponíveis a partir de Janeiro de 2011.

Fonte da RTP disse ao CM: "Os incentivos são para as televisões dos próprios países e não dos canais RTP. Todos os anos damos formação e apoio técnico aos Palop. Desde cenários a equipamentos, etc."

José Fragoso, director de programas da RTP, esclarece ainda: "Neste momento, por exemplo, temos uma equipa da RTP em Timor a dar formação de Gestão. Mas também damos formação a realizadores e jornalistas, sem esquecer a reparação de equipamentos vários."

O director de programas do canal do Estado explica ainda que "a nível de conteúdos existe uma cooperação permanente". "Em Cabo Verde há alguns festivais, e a RTP é co-produtora de muitos deles. Ou em Moçambique, onde somos co--produtores de cinema", garante.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)