Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
8

Anacom: 926 mil euros para administradores

Presidente Fátima Barros recebeu 14 282 euros por mês em 2014.
Duarte Faria 17 de Agosto de 2015 às 09:01
Fátima Barros é a presidente do regulador das telecomunicações
Fátima Barros é a presidente do regulador das telecomunicações FOTO: Jorge Paula
No ano passado, os gastos totais da Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) com pessoal subiram 6% face a 2013 para perto de 21,6 milhões de euros, revela o relatório e contas do regulador relativo a 2014.

Deste valor, quase 975 mil euros foram para os membros dos órgãos sociais (conselhos de administração e fiscal) – um aumento de 5% em relação ao ano anterior –, 16,5 milhões para o pessoal (mais 3%), 4,5 milhões para encargos sociais (7%) e 291 mil euros para a formação (18%). A rubrica ‘outros gastos com pessoal’ registou um aumento de 266%, para 329 mil euros, com a rescisão por mútuo acordo com três trabalhadores (em dezembro, a Anacom tinha 392 funcionários).

Os custos salariais com o conselho de administração atingiram os 926 mil euros, o que compara com os 875 mil de 2013. A presidente, Fátima Barros, auferiu uma remuneração mensal de 14 282 euros. Já o vice-presidente e os três vogais levaram para casa 12 139 euros por mês.

Refira-se que a Anacom, a Direção-Geral da Saúde, a Segurança Social e o IAPMEI gastaram um total de quase 1,5 milhões de euros em remunerações, benefícios e regalias ilegalmente em 2014, segundo a Inspeção-Geral de Finanças. Em 2014, a Anacom lucrou 40,4 milhões de euros, sendo que 90% deste valor será entregue ao Estado.

anacom administradores fátima barros relatório gastos
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)