Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

A faceta humana de um rei

"Sobrevivi às filmagens da série que foram muito difíceis. Achei que ia ser a próxima vítima do regicídio”, diz, à Correio TV, Fernando Vendrell, realizador de ‘O Dia do Regicídio’. O ritmo de trabalho, a complexidade de algumas cenas, o número de actores (60) e figurantes (180) e uma centena de décors dificultaram a rodagem deste projecto de ficção que hoje à noite é exibido pela RTP 1, sob a forma de documentário.
1 de Fevereiro de 2008 às 00:00
Amanhã, dia 3 e 4, o canal exibe a versão condensada da série. “Reconstituir o regicídio no local onde ele aconteceu foi um dos momentos mais complexos. A cena teve mais de 150 planos”, recorda Fernando Vendrell. Mostar a faceta “humana” e mais “intimista” do rei D. Carlos, “um homem igual aos outros, de carne e osso” e de como a “política afectou a sua vida pessoal”, foi uma das preocupações que norteou o trabalho de realização. ‘O Dia do Regicídio’, que assinala o centenário da morte do rei D. Carlos, é um trabalho de ficção que deverá ser mais reexibido na RTP 1 e noutros canais.
RECRIAR A HISTÓRIA
Tiros, gritos, cavalos agitados, carroças viradas e populares em fuga marcaram o dia 1 de Fevereiro, no Terreiro do Paço. O rei D. Carlos e o príncipe herdeiro D. Luís Filipe eram assassinados na praça. Anarquistas afectos à Carbonária extinguiam a monarquia portuguesa de um só golpe. São estes acontecimentos históricos que a série ‘O Dia do Regicídio’ se propõe ficcionar na RTP 1.
O DIA DO REGICÍDIO
Canal: RTP 1
Dia: 1 Fevereiro
Hora: 21h15
Formato: Documentário
Ver comentários