Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
4

ANIVERSÁRIO MUITO EMOTIVO

Marco Paulo festejou ontem o seu aniversário em directo do programa de entretenimento "Praça da Alegria", na RTP1, rodeado de muitas fãs que se deslocaram de várias localidades do País para com ele conviver, e à noite jantou no Porto com alguns amigos .
22 de Janeiro de 2003 às 00:00
A "Praça da Alegria" engalanou-se para receber Marco Paulo, efusivamente felicitado pessoalmente e via telefone por gente que o admira espalhada pelas cinco partes do mundo onde existem portugueses. A emoção cresceu ao recordar temas como "Amor Eterno", "Bom Dia Tristeza" e "Chegou o Noivo", o êxito lançado a seguir à recuperação da doença.

"Foi uma prenda muito bonita que a ‘Praça da Alegria’ me proporcionou por poder estar em contacto com um auditório imenso e com o público que fez questão de me acompanhar ao vivo. Além de bonito foi muito humano, por continuar a haver muita gente que gosta de mim. Muitas destas pessoas acompanham--me nos bons e maus momentos da minha vida. Não fiz nada de especial porque o falecimento da minha mãe foi há pouco tempo e não tenho disposição para celebrações", afirmou Marco Paulo.

O cantor explicou ao CM que a maioria dos admiradores não o vêem só como artista, mas como um cidadão comum e acessível com quem podem contactar facilmente como se de um familiar se tratasse.

"A solidariedade de muita gente anónima que gosta de mim notou-se quando estive doente e faleceu a minha mãe. Gente que chora e ri comigo a qualquer momento. Contudo, a melhor das prendas de aniversário era ter hoje (ontem) a minha mãe junto de mim. Mas como isso não é possível, quando chegar a Lisboa vou directamente à sua campa levar-lhe flores", contou Marco Paulo.

O cantor reconhece que algo mudou na sua vida. Outrora evitava entrar num cemitério, mas agora é com grande à-vontade que visita a campa onde está sepultada a mãe, meditando, chorando e falando com a mãe, "um diálogo que só os dois entendem".

"Fisicamente a minha mãe não está junto de mim, mas o seu espírito e a sua alma continuam vivos no meu coração. Uma saudade imensa que vou superando, embora com dificuldade, para não interferir com o meu trabalho, pois preciso de estar bem junto do público", afirmou o cantor.

Marco Paulo reconhece que por vezes é difícil superar a melancolia e a solidão, porque a sua sensibilidade aumentou significativamente nos últimos tempos encarando as coisas de outra maneira.

CD PARA ABRIL

Adepto da máxima que "parar é morrer", Marco Paulo vai lançar, em Março ou Abril, um novo CD. São 12 temas de música dos anos 60, com nova roupagem e orquestração de Ramon Galarza. "Vai ser um trabalho bonito dirigido ao público em geral, e para dar a conhecer às novas gerações músicas que encantaram os pais e avós", sublinhou Marco Paulo, que vai continuar a cantar "até quando Deus quiser e o público fizer o favor de me ter como seu "empregado". "Quando entenderem que estou a mais, retiro-me com a mesma humildade e dignidade como quando comecei".

A SUBIR

A ‘Praça da Alegria’ com apresentação de Jorge Gabriel tem vindo a ganhar audiências. Na última semana, o programa das manhãs da RTP1 ultrapassou em ‘share’ os programas concorrentes, nomeadamente “Sic Dez Horas”, de Carnaxide, e “Olá Portugal”, da TVI.

O ‘share’ médio de “Praça da Alegria” foi de 31,2 por cento, enquanto “SIC Dez Horas”, apresentado por Fátima Lopes, teve um ‘share’ médio de 25,9. Quanto a “Olá Portugal” foi o mais fraco. O programa de Manuel Luís Goucha não foi além dos 20.6 por cento.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)