Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
5

As manhãs na TV

Os telespectadores portugueses estão a tornar-se as personagens dos programas matinais.
15 de Julho de 2005 às 00:00
Os programas que ocupam o espaço matinal dos canais generalistas portugueses são muitas vezes demasiado parecidos para serem diferenciados. Levam ciclicamente os mesmos convidados, têm os mesmos temas, oferecem os mesmos momentos musicais e as mesmas rubricas.
Regra geral o sucesso faz-se devido ao carisma dos apresentadores. Se o ‘SIC 10 Horas’, de Fátima Lopes, tem um modelo definido e agora surge mais próximo da hora do almoço devido ao peso tentacular da TVI, a ‘Praça da Alegria’ de Jorge Gabriel e Sónia Araújo na RTP1 manteve sem grandes alaridos a herança do programa que há tantos anos ocupa as manhãs do canal público. Quando Manuel Luís Goucha saiu para a TVI pensou-se que arrastaria a sua fiel audiência.
Não conseguiu e teve de alterar várias vezes o perfil do programa até este começar a liderar audiências, o que já começa a verificar-se. Mas isso tem sido feito muito à custa das histórias de sofrimento do ‘país real’, que as vai contar para o pequeno ecrã. Goucha é um excelente comunicador e se este modelo vai contaminando os programas dos outros canais, ele sabe-o fazer como poucos. E percebeu o que está a mudar: em manhãs de pesos-pesados os espectadores estão a tornar-se também os personagens dos programas. Resta agora saber até que ponto essa ‘popularização’ será rentável a prazo.
VER NA TV
Notas Soltas (RTP1/segunda/21.15)
António Vitorino mostra que é um analista nato.
ZAPPING
Quiosque (2: /seg.a sex./ 20.20)
Espaço para os mais jovens verem com atenção.
DESLIGAR
Às duas por três SIC/ seg.a sex./15.00
Continua a não convencer. Mesmo com esforço.
Ver comentários