Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
7

Auditora da RTP candidata

A PricewaterhouseCoopers & Associados, S. R.O.C., Lda, que está a auditar as contas da RTP, é uma das duas candidatas admitidas ao concurso de auditoria... à RTP. A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), promotora do concurso, diz que não há nenhuma ilegalidade.
16 de Fevereiro de 2007 às 00:00
A PricewaterhouseCoopers está a trabalhar na estação do Estado
A PricewaterhouseCoopers está a trabalhar na estação do Estado FOTO: Pedro Catarino
A ERC abriu, dia 6, as propostas apresentadas a concurso público para a selecção da entidade especializada para a auditoria às empresas concessionárias de serviço público de rádio e televisão, ou seja, RDP e RTP. O júri, presidido por Nuno Pinheiro Torres, director executivo da ERC, admitiu as propostas apresentadas pela PricewaterhouseCoopers – empresa que também está a auditar o programa ‘Os Grandes Portugueses’ – e BDO & Associados, S.R.O.C., Lda. O presidente desta empresa, Ernesto Ferreira da Silva, estava ontem incontactável, mas fonte da multinacional, que pediu o anonimato, disse ao CM que este caso “parece configurar uma incompatibilidade”.
Nuno Pinheiro Torres, presidente do júri, tem contudo uma visão diferente. O director executivo da entidade entende que “não há qualquer inconveniente em ser admitida a proposta”, porque ela diz respeito às auditorias para 2005 e a PricewaterhouseCoopers está a auditar as contas de 2006. Além disso, recorda Pinheiro Torres, a BDO & Associados “também já fez auditorias à RTP”.
O director executivo da ERC não sabe se o facto de a PricewaterhouseCoopers estar a auditar as contas da estação pública “terá peso na decisão final”, sublinhando que “esse aspecto deverá ser devidamente ponderado” pelo Conselho Regulador da ERC, presidido pelo Professor Azeredo Lopes.
A PricewaterhouseCoopers não teve, ontem, ninguém disponível para comentar o caso, como explicou ao CM a agência de comunicação que trabalha com a empresa de auditoria e consultoria.
A análise das propostas e a apresentação do relatório final do júri deverá acontecer, segundo o director executivo, dentro de poucos dias. A decisão final caberá, depois, ao Conselho Regulador. Pinheiro Torres considera que, “no máximo, daqui a 15 dias”, já será possível saber qual a empresa escolhida para auditar as concessionárias de serviço público.
Entretanto, ontem, para assinalar o primeiro ano de actividade, a ERC lançou a sua ‘Newsletter’. “O novo canal de comunicação reflecte, inequivocamente, uma política de abertura e de proximidade para com os cidadãos”, revela o presidente do Conselho Regulador da entidade no primeiro número. O boletim do órgão regulador da comunicação social dará a conhecer, mensalmente e em síntese, as suas actividades.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)