Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

BALADA POR PORTUGAL

Avessa às tentações de êxito rápido, Rita Guerra quer que lhe “entreguem” uma canção que lhe permita dar tudo de si.
25 de Janeiro de 2003 às 01:37
Rita Guerra
Rita Guerra FOTO: Natália Ferraz
É a cantar baladas que Rita Guerra dá mais de si mesma, como ela própria diz. Será que a sorte lhe irá atribuir uma, para interpretar na Lituânia, onde em 24 de Maio representa o nosso País no Festival Eurovisão da Canção 2003, a convite da RTP?

Uma coisa é certa: ao contrário de alguns concorrentes a este certame, que escolheram temas em inglês, o nosso País não abdica de cantar em português. Esta opção agrada particularmente à intérprete, que, além do mais, se sente grata por ver reconhecida a sua carreira com este convite. Agora, só espera “obter a melhor pontuação possível.”

“Essencialmente, quero ter o prazer de interpretar uma canção que nos orgulhe a todos e que me permita dar tudo de mim”, elucida Rita. Antes disso, interpretará três temas pré-seleccionados por um júri no concurso aberto pela RTP a autores e compositores, numa gala de “Operação Triunfo”, “game show” que a estação pública estreia em Fevereiro. O público votará no tema preferido, que será assim escolhido.

No que respeita ao penteado com que se apresentará na Lituânia, Rita tem o apoio e conselho de Moreno, com quem trabalha há algum tempo. O vestido ainda não está escolhida. “Tive várias ofertas, mas ainda estou a pensar por qual optar”, afirma.

A representante de Portugal ao Festival da Eurovisão deste ano tem optado por fazer uma carreira “longe de projectos de efeito rápido, mas pouco duradouro e, essencialmente, pouco consistente e enriquecedor.” Orgulha-se muito do caminho que tem seguido. “Como me ensinou o Sr. Júlio César há muitos anos, às vezes é muitíssimo importante dizer ‘Não!’”, afirma. É por essa razão que, segundo diz, não a vemos constantemente na televisão, e apenas quando tem alguma novidade para apresentar.

“NUNCA DESISTIR”

Estar bem consigo própria e com os outros, ser feliz, verdadeira e fazer o que realmente gosta, como cuidar dos filhos, são as prioridades de vida da cantora, que luta sempre pelos seus sonhos, “sem nunca desistir”. Rita Guerra e Beto, que formaram um duo durante alguns anos, estão, agora a gravar cada um o seu próprio disco, sendo que o dela é, como sublinha, “a solo e sem pressa!”.

Enquanto isso, Rita canta diariamente no Casino Estoril, no espectáculo “Egoísta”, que estreou em 25 de Outubro. A cantora, que integra os “shows” do Casino há 15 anos, admite ter “conquistado o público”, que lhe manifesta abertamente o seu agrado e que, como diz, “sabe apreciar o que está a ver e a ouvir”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)