Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
8

Balsemão por notificar adia julgamento

O julgamento do ‘caso’ que opõe o jornalista Jorge Schnitzer à administração da SIC – com o primeiro a exigir o pagamento de uma indemnização de três milhões de euros por direitos de autor do programa ‘Donos da Bola’ – voltou a ser adiado.
19 de Novembro de 2005 às 00:00
Jorge Schnitzer (à esquerda) fala com Jorge Gabriel
Jorge Schnitzer (à esquerda) fala com Jorge Gabriel FOTO: Natália Ferraz
Desta vez, e segundo apurou o CM, por não ter sido notificado Francisco Pinto Balsemão, patrão da Impresa. E, tal como sucedeu em Julho, Schnitzer e as testemunhas acabaram a manhã a beber café na esplanada do Café Sentença, junto ao Tribunal de Oeiras.
Pouco depois das 09h30, hora prevista para o início da sessão, no segundo piso do tribunal, as testemunhas arroladas por Jorge Schnitzer ainda esperavam: Jorge Gabriel, apresentador da Praça da Alegria, que ontem foi substituído no programa da manhã da RTP, Leonor Pinhão, jornalista desportiva, e Carlos Narciso, entre outros, chamados para ajudar a esclarecer alegadas irregularidades.
Schnitzer, claro, era o centro das atenções. O antigo jornalista da SIC pede uma indemnização de 2 847 250 euros à Impresa, o equivalente aos direitos de autor dos 737 programas ‘Donos da Bola’ exibidos pela estação de Carnaxide, reposições e danos morais já incluídos.
“O julgamento foi adiado porque, ao que parece, não foi notificado o doutor Pinto Balsemão”, adiantou ao CM Luís Francisco Rebelo, advogado de Jorge Schnitzer. Este foi o segundo adiamento – em Julho a greve da Função Pública obrigou a marcar nova data.
Segundo o advogado de Jorge Schnitzer, o arranque do julgamento ficou agora agendado para 7 de Abril. “Foram acertadas várias datas, de modo a que as testemunhas não tenham de vir todos os dias”, adiantou Luís Rebelo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)