Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
5

Banca e Oliveira querem investidor

Transformar dívida em capital e perdão parcial estão em cima da mesa
5 de Junho de 2013 às 01:00

Joaquim Oliveira ainda não vendeu a Controlinveste. Ao CM, fonte oficial do grupo que controla o ‘Diário de Notícias’, ‘Jornal de Notícias’, ‘O Jogo’ e a TSF classifica como "completamente falsa" a notícia ontem avançada pelo jornal ‘i’ que dava conta de um negócio com um grupo de capital de risco, onde a maioria da Controlinveste passava a ser detida pelo empresário angolano António Mosquito.

Segundo apurou o CM, o BCP e o BES, os dois maiores credores do grupo de Joaquim Oliveira, pretendem encontrar uma solução para a Controlinveste o mais rápido possível. As três partes, sabe o CM, estão ativamente à procura de um investidor, sendo que a venda a um fundo é uma das possibilidades em que o BES e o BCP estão a trabalhar com o empresário. Contudo, até ao momento, ainda não há nenhum acordo assinado e, apesar de vários investidores já terem mostrado interesse em ficar com os meios de comunicação da Controlinveste, ainda nenhum avançou com dinheiro para efetivar a compra. O CM sabe ainda que estão a ser estudadas outras soluções para reestruturar a dívida do grupo à banca. A conversão de parte da dívida em ações da Controlinveste é uma opção, tal como um perdão parcial dos montantes que a banca entregou a Oliveira.

Além deste negócio, Joaquim Oliveira está a preparar a fusão da Sport TV, com a PPTV e a Sportinveste. O empresário ficará com 50% da nova empresa, enquanto que a PT e a Zon garantem 25%.

banca joaquim oliveira investidor empresário angolano controlinveste
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)