Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
8

CAMACHO: SIM OU NÃO?

A transmissão de episódios com a participação do malogrado actor choca algumas consciências.
12 de Julho de 2003 às 18:50
A utilização permanente em ‘Malucos do Riso’ da imagem do actor Camacho Costa, falecido há pouco mais de cinco meses, divide opiniões, sobretudo entre aqueles que trabalharam com ele.
Para a actriz Maria Tavares, que com Camacho contracenou no teatro de revista e naquela série humorística, “não acho mal que repitam os programas onde ele entrou, já que também vemos filmes e séries com actores já desaparecidos. Assim, matamos saudades dele. O que me custa mais é ver os episódios onde ele estava menos bem de saúde.”
Em contraste, o actor João de Carvalho, que trabalhou com Camacho Costa em ‘Malucos do Riso’ e ‘Não Há Pai’ (igualmente em repetição na SIC), pensa que “deviam fazer uma pausa. Acho que pode ser de mais. É doloroso ver aquilo, sobretudo para quem acompanhou a evolução da sua doença. E aqui os familiares sofrem mais que ninguém. Talvez daqui por um ano fosse melhor vermos estes episódios. No ‘Não Há Pai’, o Camacho apareceu em poucos programas. Agora quanto aos ‘Malucos’, há mais de cem episódios novos, e aparecem todos misturados.”
Maria Tavares e João de Carvalho partilham, todavia, uma coisa em comum: as saudades.
Diz a actriz: “Sinto muitas saudades dele, quanto mais não fosse das nossas discussões. Sinto falta do amigo e do profissional, pois notava-se que ele dava valor àqueles que trabalhavam com ele.”
João de Carvalho fala “de uma simpatia e de uma empatia mútuas. Ele tinha o seu feitio e lembro-me que ele me dizia muitas vezes: “Estás aqui, estou safo!” Mas quando ele se chateava com alguém, a gente abria-lhe os olhos e ele aceitava.”
Por sua vez, o produtor e realizador Marecos Duarte é peremptório no que respeita à exibição de episódios em que participa Camacho Costa: “A SIC é que administra o que vai para o ar. Entregamos um programa pronto e acabado. O resto é com a SIC.”
Aliás, diz Marecos Duarte, “já foram exibidos todos os episódios com o Camacho. Agora estão em fase de reexibição. É uma prerrogativa do programador da SIC. Repetir esta série em ‘prime-time’ ou noutro horário serve a estratégia da estação. Não há nada a dizer. Ponto final parágrafo.” E finaliza: “Existe uma vontade constante de melhorar. Por isso vão aparecer brevemente novos ‘bonecos’. L

Borboletas malucas
São os mais recentes personagens de ‘Malucos do Riso’: as ‘Borboletas’,
dois recepcionistas ‘gays’, que vão surpreender
os hóspedes daquele hotel muito especial...
Diz Joaquim Nicolau: “É a primeira vez que visto a pele de um ‘borboleta’ na televisão, embora
já tivesse feito vários homossexuais no teatro. Espero que seja para durar, pois é muito divertido.
Os actores gostam muito de se transvestir. É bom
a gente mudar
de imagem!”
E remata: “Somos as novas bombas ‘sexy’ da TV. Aliás, eu e o Edmundo estamos
a pensar em formar um novo duo: ‘Borboletas no ar"!
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)