Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
8

Canais ganham menos com chamadas e SMS

Em conjunto, SIC e TVI receberam menos 8 milhões do que em 2015.
Hugo Real 31 de Outubro de 2016 às 08:27
Programas dos canais generalistas apostam diariamente em concursos com chamadas de valor acrescentado
Programas dos canais generalistas apostam diariamente em concursos com chamadas de valor acrescentado FOTO: Direitos Reservados
As receitas dos canais privados com o negócio das chamadas de valor acrescentado continuam em quebra. De acordo com os relatórios e contas da Media Capital e da Impresa, relativos aos primeiros nove meses de 2016, os dois canais perderam, em conjunto, cerca de oito milhões de euros nesta área de negócio face ao mesmo período do ano passado.

Entre janeiro e março, a Media Capital, dona da TVI, teve proveitos com este negócio de aproximadamente 11,6 milhões de euros, uma perda superior a quatro milhões de euros. Já o grupo Impresa, que detém os canais da SIC, faturou, nos mesmos meses, 10,9 milhões de euros, menos 3,9 milhões.

No seu relatório e contas, a Media Capital assume "os menores rendimentos com serviços multimédia", ou seja, com "serviços interativos e multimédia relacionados com concursos e programas incluídos na grelha de programação". A Impresa explica a quebra nas receitas "como consequência da descontinuação de alguns programas com concursos com participação telefónica".

Recorde-se que no ano passado os dois canais fizeram 43,3 milhões de euros com as chamadas de valor acrescentado (a SIC terá encaixado 22,7 milhões e a TVI 20,6 milhões de euros).

Este valor significou uma quebra de 34,7 milhões de euros face a 2013, ano em que este negócio atingiu o seu pico máximo de receitas. Na altura, a SIC ficou com 32 milhões e a TVI com 46 milhões, atingindo um valor total de 78 milhões.
Media Capital Impresa TVI SIC chamadas SMS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)