Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
4

Catarina ajuda mães da Guiné

'Dar a Vida sem Morrer’ é o título do primeiro de três documentários de Catarina Furtado sobre a Guiné-Bissau, nas zonas de Oio e Gabú. O programa vai para o ar no dia 26 depois do ‘Telejornal’, na RTP 1.

18 de Fevereiro de 2009 às 00:30
A apresentadora Catarina Furtado apresentou o primeiro de três documentários
A apresentadora Catarina Furtado apresentou o primeiro de três documentários FOTO: Pedro Catarino

"Vamos mostrar meninas de 13 e 14 anos grávidas, algumas delas já do terceiro filho, falar da mortalidade infantil e também da das mães. Em mil nascimentos há 138 mortes", revela Catarina Furtado.

"Aos donativos angariados no ‘Dança Comigo Por uma Boa Causa’, no total de 250 mil euros, o Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento juntou outro tanto. Os 500 mil euros reverteram para o fundo das Nações Unidas que está a acompanhar e coordenar o projecto", refere a apresentadora, que é embaixadora da Boa-Vontade da ONU.

A verba angariada vai beneficiar dois hospitais-maternidades e 31 centros de saúde, através da construção de um bloco operatório, da entrega de duas ambulâncias, da colocação de painéis solares e da distribuição de material que envolve a vida reprodutiva da mulher e o parto, e ainda a formação de técnicos guineenses especializados nesta área.

"A primeira maternidade já está construída", diz Catarina. "O meu trabalho na Guiné foi terrível, mas isso não me impede de continuar e, em Maio, voltamos lá para fazer outro documentário", frisa.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)