Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

Cenas de sexo animam 'reality shows' e atraem audiências

‘Big Brother’ foi o primeiro programa a mostrar relações sexuais entre os concorrentes. ‘Casa dos Segredos’ segue o mesmo caminho e público acompanha com atenção.
11 de Novembro de 2011 às 00:00
Cleide foi seduzida pelo galã Carlos e os dois 'brincaram' debaixo do edredão
Cleide foi seduzida pelo galã Carlos e os dois 'brincaram' debaixo do edredão FOTO: d.r.

Há 11 anos, os portugueses assistiram à primeira cena de sexo entre concorrentes de um 'reality show', quando Marco Borges e Marta Cardoso se renderam à paixão, ignorando as câmaras ocultas de ‘Big Brother'. Sérgio e Verónica seguiram-lhes o exemplo na segunda edição do formato da TVI. Actualmente, a troca de intimidades é vista pelos portugueses dentro da ‘Casa dos Segredos 2', e continua a despertar a curiosidade do público e a atrair audiências.

"Nunca me arrependi de ter feito amor dentro da casa porque tinha a plena consciência de que não era um acto leviano, foi a consequência de um sentimento", recorda Marco à Correio TV. As imagens da primeira noite de sexo do casal no programa ficaram célebres e os portugueses seguiram atentamente o romance, até à expulsão de Marco Borges, e mesmo após o fim do programa.

Mais de uma década separa essas imagens das que o pasteleiro Marco e a 'stripper' Susana têm protagonizado na segunda edição de ‘Casa dos Segredos', assim como Carlos, primeiro com Cátia e depois com Cleide, mas há diferenças. "Nunca na vida me ia apaixonar, envolver sentimentalmente ou beijar dentro da ‘Casa' ", diz o jovem, expulso no último domingo.

No entanto, tal não o impediu de partilhar cama com as duas colegas de casa, e apesar de as imagens mostrarem uma clara intimidade entre os concorrentes, Carlos continua a negar que se tenha envolvido sexualmente. "Pode ter havido um encosto ou outro. Para haver sexo tem de haver penetração". Além disso, reforça, também não houve sexo oral, mas quanto à masturbação já não é tão categórico. "Houve uma massagem, uma estimulação, um formigueiro na barriga", deixa escapar.

As imagens de intimidade entre concorrentes têm sido uma constante nesta edição do 'reality show' da TVI. Apesar disso, ninguém assume que tenha praticado sexo no programa. Questionada por Teresa Guilherme sobre o que estaria a fazer na cama de Carlos, debaixo do edredão, Cátia respondeu estar "a jogar um 'puzzle' e contar os quadradinhos do colchão". Já Cleide preferiu remeter as explicações para quando deixar a casa.

A saída de Carlos desmistificou a ideia de que os envolvimentos sexuais são garantia de agradar aos portugueses e assim escapar à expulsão. "Provavelmente alguns concorrentes acreditam que as cenas mais polémicas e chocantes lhes dão mais exposição", avalia Marco Borges, mas Carlos assegura que não foi por isso que se envolveu com as colegas.

 "A aproximação não foi uma estratégia de jogo, e até é possível que tenha jogado contra mim, mas nunca joguei a pensar em agradar cá fora", afirma. Agora, a atenção dos portugueses recai no ex-casal Marco e Susana (nomeada esta semana juntamente com Cleide e Daniela S.), mas também na possibilidade de outros concorrentes virem a protagonizar cenas quentes.

Sexo, com ou sem ligação emocional, é sempre bem recebido por quem produz e exibe os programas, já que é garantia de audiências. José Eduardo Moniz, que apostou tudo ao comprar ‘Big Brother' para a TVI, disse que o formato "foi um monstro que soltámos no nosso mundo".

 Relativamente às cenas de sexo, o antigo director-geral da TVI chegou a desvalorizá-las: "Não eram actividades pornográficas. Mostravam vagamente um homem e uma mulher às escuras na cama. Não acho que fossem chocantes".

Certo é que depois de ‘Big Brother' multiplicaram-se os formatos de vida real e muitos deles apostaram tudo no envolvimento entre concorrentes, como ‘Acorrentados' e ‘Confiança Cega' (SIC) ou ‘Ilha da Tentação' (TVI). Isto porque os programadores sabem que o sexo é um vencedor de audiências.

Do outro lado da barreira, o sexólogo Abel Soares rejeita as explicações dos responsáveis e dos concorrentes. "Se não têm noção do impacto destas imagens, é muito grave. A produção devia zelar pelo bem-estar destas pessoas e das suas famílias. Não vale tudo para cativar audiências".

Em algumas situações, o sexo foi longe demais nos 'reality shows'. O ‘BB' australiano viu-se envolvido numa acusação de abusos sexuais, quando uma concorrente foi presa na cama enquanto uma outra esfregava os seus genitais na cara dela.

Na África do Sul, a polémica ficou conhecida como ‘fingergate'. Depois de uma noite de copos, um jovem terá abusado sexualmente de uma concorrente que estava inconsciente. A emissão foi interrompida e foram enviados médicos para o local.

OS VIRGENS DA 'CASA DOS SEGREDOS 2'

A estudar para freira, Delphine, de 19 anos, foi a primeira concorrente a ser expulsa da 'Casa dos Segredos 2'. "Senti-me uma pega", disse quando saiu.

Aos 26 anos, o segredo de João J. é o facto de ser virgem, e fazer tudo para 'converter' os outros concorrentes à religião.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)