Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

CM mantém liderança em tempo de crise

Entre janeiro e junho foram vendidos menos 28 845 jornais e revistas por dia nas bancas.
Sónia Dias 31 de Agosto de 2017 às 01:30
A redação do CM e da CMTV
Redação do CM/CMTV
A redação do Correio da Manhã e da CMTV
CM e CMTV
A redação do CM e da CMTV
Redação do CM/CMTV
A redação do Correio da Manhã e da CMTV
CM e CMTV
A redação do CM e da CMTV
Redação do CM/CMTV
A redação do Correio da Manhã e da CMTV
CM e CMTV
Entre janeiro e junho de 2017, as vendas em banca dos dez maiores jornais e revistas de informação sofreram uma quebra de 11,3%, o que significa que foram vendidos menos 28 845 exemplares por dia. Neste cenário de crise que afeta a imprensa nacional, o Correio da Manhã garantiu a liderança entre os títulos mais vendidos, com uma média de 87 195 exemplares por dia.

Os números revelados ontem pela Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação (APCT) apontam para uma quota de mercado de 59,6%, o que significa que, em cada 100 compradores, perto de 60 optam pelo CM.

Entre os dez maiores jornais e revistas de informação, o segundo lugar continua a pertencer ao ‘Expresso’. O semanário vendeu uma média de 62 502 exemplares, sofrendo uma quebra de 10%. O ‘Jornal de Notícias’ mantém-se na terceira posição, com 38 549 jornais vendidos por dia, também este a sofrer uma descida de 10%.

O quarto lugar volta a pertencer ao ‘Record’. O desportivo vendeu 31 893 exemplares, tendo caído 15%. Já a revista ‘Sábado’, que ocupa a quinta posição, registou vendas médias semanais de 22 576 exemplares (menos 12%). A ‘Visão’ foi a única publicação a subir (1%), entre os meses de janeiro e junho a revista do grupo Impresa vendeu 20 537 exemplares, conseguindo manter o sexto lugar.
Logo a seguir vem o generalista ‘Público’, com 13 096 exemplares, o que representa uma quebra de 2%, seguido do desportivo ‘O Jogo’, com uma média de 11 566 vendas em banca (menos 8% do que em 2016).

Em último lugar, e a registar a maior quebra de vendas, encontra-se o ‘Diário de Notícias’. O generalista caiu 17% e está agora a vender uma média de 7667 exemplares por dia.

De referir ainda que o semanário ‘Sol’, o diário ‘i’ e o desportivo ‘A Bola’ optaram por não ser auditados pela APCT.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)