Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
4

Coronel faz comentário sobre violações em jornal da TVI e indigna espectadores

Referência a violações na Polónia, num comentário do coronel Mendes Dias, gera onda de críticas.
Vanessa Fidalgo 17 de Novembro de 2022 às 10:18
Coronel Mendes Dias tem sido presença habitual na TVI. Na 3ª-feira esteve no ‘Jornal das 8’, com José Alberto Carvalho
Coronel Mendes Dias tem sido presença habitual na TVI. Na 3ª-feira esteve no ‘Jornal das 8’, com José Alberto Carvalho
Uma intervenção do coronel Mendes Dias na terça-feira à noite, na abertura do ‘Jornal das 8’, da TVI, está a provocar uma onda de indignação nas redes sociais. Em causa estão as declarações do militar do Exército, que, em análise às consequências da queda de mísseis em território polaco, que matou duas pessoas, afirmou que “as mulheres polacas foram violadas pelos franceses de Napoleão e pelo império russo; foram violadas pelos nazis de Hitler e depois pelos soviéticos de Estaline e, por isso, queixam-se sempre”.

Nas plataformas digitais, as reações não se fizeram esperar, com dezenas de internautas a classificarem as declarações como despropositadas. “Uma vergonha para a vossa estação e para o País, além da afronta às mulheres polacas”, escreveu um utilizador do Twitter, enquanto outro pergunta: “Isto é admissível, TVI?” Houve quem considerasse o momento “triste e penoso” e quem questionasse os critérios de escolha do comentador e especialista.

A questão não é nova. Desde o início da guerra entre a Ucrânia e a Rússia que os comentários tecidos em estúdio por altas patentes militares, tanto na TVI como na CNN Portugal, têm desencadeado críticas junto dos telespetadores. Em abril, recorde-se, as declarações do major-general Agostinho Costa (sobre o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, e sobre a estratégia de Volodymyr Zelensky) e do major-general Carlos Branco (sobre a autoria do massacre de Bucha) incendiaram as redes sociais, sendo consideradas posições pró-russas e inadequadas face à realidade da situação.
Ver comentários
C-Studio