Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Comissão Europeia aperta cerco à Google

Investigação está a analisar abuso de posição dominante.
Hugo Real 16 de Julho de 2016 às 09:40
Google
Google FOTO: Reuters
A Comissão Europeia está a apertar o certo à Google. Agora, revelou a comissária europeia de concorrência Margrethe Vestager, a investigação é sobre "abuso de posição dominante" no mercado da publicidade online. Bruxelas acusa a multinacional de impedir que os sites de informação, de operadores de telecomunicações e as lojas de comércio eletrónico exibam publicidade associada a empresas rivais da Google.

Este é o terceiro caso em que a empresa é acusada de abuso de posição dominante. O primeiro remonta a 2010 e tem que ver com o favorecimento "sistemático" do seu serviço de comparação de preços, o Google Shopping. No outro caso, é o sistema Android que está sob investigação.

Contactada pelo CM, a Google diz que vai "analisar a argumentação da Comissão Europeia nestes casos" e promete dar "uma resposta detalhada nas próximas semanas". "Acreditamos que as nossas inovações e os desenvolvimentos dos nossos produtos aumentaram o poder de escolha dos consumidores europeus e promoveram a concorrência", acrescenta a empresa.

No caso de ser condenada, a Google pode incorrer numa pesada multa, que poderá ir até 10% da sua faturação (em 2015 foi de 67 mil milhões de euros). E no futuro, a multinacional pode ser alvo de mais processos, nomeadamente se a empresa beneficia outros dos seus serviços, e sobre a utilização de conteúdos protegidos por direitos de autor.
Comissão Europeia Margrethe Vestager Bruxelas Google Shopping Google ciência e tecnologia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)