Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Concorrente da Prisa convida Manuela

Manuela Moura Guedes está a ponderar uma proposta para escrever um livro. O convite foi endereçado à subdirectora de Informação da TVI por uma editora do grupo que detém o jornal ‘El Mundo’, concorrente do ‘El País’ (publicação da Prisa, accionista da Media Capital, a dona da estação).
28 de Janeiro de 2007 às 00:00
O convite tem meses. A Esfera do Livro continua à espera da resposta de Manuela Moura Guedes, mas já lhe disseram, sabe o CM, que não aceitam um ‘não’.
Há uns meses, a editora da Esfera do Livro quis fazer uma proposta a Manuela Moura Guedes. A jornalista aceitou ouvir o que tinham para lhe dizer. Sofia Monteiro e o director da editora, o espanhol José Maria Calvín, deslocaram-se à TVI. Na reunião, a subdirectora do canal de Queluz de Baixo foi convidada a escrever uma autobiografia, mas rejeitou o desafio, argumentando que as obras literárias só podem ser produzidas por alguns, os que qualifica de “eleitos”. A editora tentou demovê--la, sustentando que a jornalista preenchia os objectivos: escrever na primeira pessoa a sua experiência profissional. Moura Guedes não cedeu, mas a editora insistiu, dizendo, por exemplo, que no seu portfolio não havia livros de ficção e que a jornalista era a primeira pessoa, em Portugal, a ser convidada para escrever uma autobiografia.
Passados uns meses, Moura Guedes respondeu negativamente. A editora, por sua vez, disse-lhe que não aceitava o ‘não’, continuando, assim, à espera do ‘sim’ da jornalista.
A subdirectora da TVI, sabe o nosso jornal, já fora abordada por diferentes editoras, mas recusara todos os convites. Desta feita, a proposta é para um livro ‘sério’ e, por isso, sente-se “bastante lisonjeada”, embora enfatize que “um livro é quase sagrado. Só alguns têm talento. Só alguns podem ser eleitos”. Hoje em dia, porém, “publicam-se livros a pontapé”, não admirando, por isso, que haja muito boa gente que se sinta “eleita”, afirma a jornalista.
A Esfera do Livro pertence ao grupo italiano Rizzoli, que detém o ‘El Mundo’, e prepara-se para comprar a Recoletos, dona, entre outros de a ‘Marca’ e o ‘Diário Económico’. O ‘El Mundo é o segundo jornal mais vendido em Espanha, imediatamente depois do ‘El País’, que perdeu uma média de 21 mil exemplares em 2006.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)