Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
5

Cópia de jornais chega a tribunal

A Clipping – Consultores, empresa que faz cópias de jornais e revistas para vender a clientes (serviço conhecido como clipping) foi processada pela Visapress. Em breve, apurou o CM, dará entrada um novo processo, desta vez contra a Fax Consultores.
7 de Agosto de 2011 às 00:30
A digitalização ou cópia de jornais e revistas para venda a terceiros tem de estar licenciada
A digitalização ou cópia de jornais e revistas para venda a terceiros tem de estar licenciada FOTO: Vasco Neves

A associação que junta os principais grupos portugueses de imprensa avançou com uma providência cautelar para proibir que estas empresas continuem a fazer clipping dos meios representados pela Visapress (actualmente 110 jornais e revistas). Em causa está o facto de a Clipping – Consultores e de a Fax Consultores não terem adquirido a licença que legaliza a cópia comercial, já que salvaguarda o pagamento dos direitos de autor aos grupos de media.

Contactado pelo CM, João Palmeiro, presidente da Visapress, confirmou estes processos, revelando ainda que foram detectadas sete empresas em Portugal a praticar a actividade de clipping. Até ao momento, apenas a MediaMonitor e a NewsSearch já adquiriram a licença, estando a decorrer negociações com mais três empresas. João Palmeiro diz que, caso não haja entendimento, "não há outro remédio senão seguir o mesmo caminho". Ou seja, a via judicial. Além das referentes a empresas de clipping, a Visapress já emitiu cerca de 20 licenças secundárias, nomeadamente a agências de comunicação. Já a cópia privada, feita sem fins comerciais por cidadãos, não necessita de licença e é legal.

Até ao fecho desta edição, não foi possível obter uma reacção das empresas visadas.

DIGITALIZAÇÃO JORNAIS CÓPIAS TRIBUNAL
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)