Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Corte no trânsito para reduzir custo

A SIC deixou de pagar à Estradas de Portugal o acesso às câmaras de trânsito instaladas em Lisboa. Estes equipamentos serviam de apoio aos noticiários da manhã e da tarde, disponibilizando imagens e informações sobre o tráfego automóvel na capital.

4 de Junho de 2012 às 01:00
O acesso às imagens de trânsito em directo representa uma grande despesa para as televisões
O acesso às imagens de trânsito em directo representa uma grande despesa para as televisões FOTO: Sérgio Lemos

Na base da decisão está, entre outros motivos, "uma redução de custos", revela ao CM Alcides Vieira, director de Informação da SIC. Ao que o CM apurou, a empresa Estradas de Portugal cobra cerca de 10 mil euros mensais para disponibilizar as imagens. A este valor devem ainda ser acrescentados os custos de transporte do sinal.

Sem as imagens da Estradas de Portugal, a SIC optou por desenvolver um serviço gráfico internamente, com recurso às informações recolhidas pela Info Portugal, uma empresa do grupo Impresa, que permite, na opinião de Alcides Vieira, "uma informação muito mais ampla e completa". Contactada, a TVI não faz comentários sobre as imagens que exibe no âmbito do serviço de trânsito. Contudo, há mais de um ano que a estação não tem helicóptero próprio para acompanhar o tráfego nas estradas. "Julgo que se prescindiu desse serviço por questões de verba", diz ao CM fonte do canal.

Já a RTP continua a exibir as imagens disponibilizadas pela Estradas de Portugal.

No que diz respeito ao Porto, o município da Invicta continua a disponibilizar gratuitamente às televisões as imagens das câmaras de trânsito instaladas na cidade, por considerar que está a prestar "um serviço público".

SIC ESTRADAS DE PORTUGAL TRÂNSITO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)