Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
4

Cortes até 100 efectivos

A RTP quer ter menos 100 trabalhadores até ao final do ano. De acordo com o Plano de Actividades e Orçamento, a empresa pública de televisão e rádio espera reduzir o número de efectivos de 1996 (números de Março) para 1896 até Dezembro de 2012.

13 de Maio de 2012 às 01:00
Guilherme Costa, presidente do Grupo RTP
Guilherme Costa, presidente do Grupo RTP FOTO: Jorge Paula

Contas feitas, no final deste ano, a RTP contará com menos 277 trabalhadores, isto porque, desde o Verão de 2011, já saiu do grupo um total de 177 funcionários. Em alguns casos, o valor das rescisões terá atingido o tecto máximo estabelecido pela RTP: 150 mil euros.

Recorde-se que a RTP e o Governo assinaram no final de 2011 um acordo que prevê uma diminuição de 300 trabalhadores até ao fim deste ano, número que fica agora mais próximo.

No documento, a estação pública refere ainda ter 29,8 milhões de euros para a reestruturação da empresa. Quanto a custos de pessoal, "regista um decréscimo de 12 milhões de euros, resultante da redução remuneratória imposta pelo Orçamento do Estado de 2012". E também "se equaciona um efeito positivo do Programa de Apoio a Saídas Voluntárias lançado em 2011, não havendo ainda números, uma vez que alguns processos estão em formalização. Contactada, a RTP diz não ter "mais nada a acrescentar ao que consta no plano de actividades".

Conforme o CM noticiou, desde o início de 2011 saíram da RTP 16 directores (adjuntos e subdirectores) que não foram substituídos.

RTP CORTES TELEVISÃO GOVERNO
Ver comentários