Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Credores da Ongoing recusam revitalização

PER da Ongoing Strategy Investments foi recusado por 99,97% dos credores que votaram, como Novo Banco e BCP.
Hugo Real 14 de Julho de 2016 às 08:35
Nuno Vasconcellos é o presidente da Ongoing Strategy Investments, que agora vai ser liquidada
Nuno Vasconcellos é o presidente da Ongoing Strategy Investments, que agora vai ser liquidada FOTO: Bruno Colaço
O dia de ontem ditou o fim da Ongoing Strategy Investments (OSI) e da sua participada, a ST&SF, que editava o ‘Diário Económico’. Segundo apurou o CM, 99,97% dos credores que exerceram o direito de voto sobre o Plano Especial de Revitalização (PER) da OSI manifestaram-se contra o mesmo, que previa um perdão de dívida de 97,59%. Entre estes encontram-se o Novo Banco (credor de mais de 454 milhões de euros) e o BCP (282 milhões). No total, foram identificados 62 credores da empresa liderada por Nuno Vasconcellos, num total de 1284 milhões de euros.

Também a assembleia de credores da ST&SF, responsável pela edição do ‘Diário Económico’, aprovou a liquidação da empresa, que tinha dívidas de 8,3 milhões de euros a 192 credores, na sua maioria trabalhadores. Agora, sabe o CM, todos os funcionários da ST&SF vão cessar o seu contrato nesta sexta-feira, 15 de julho, num passo fundamental para que duas outras empresas do grupo Ongoing possam ser vendidas. É o caso da Económico TV – New Media e da Económica Digital.

A primeira é responsável pelo canal de televisão ETV e a segunda pelo site de informação economico.pt, sendo que a maioria dos trabalhadores que têm assegurado a manutenção destes meios têm contrato com a ST&SF. Com a insolvência, a venda destas empresas da Ongoing poderá avançar, sendo que a Megafin, proprietária do ‘Oje’, terá já um princípio de acordo para ficar com o canal e o site do Económico.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)