Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

Cumprimento do 'porte-pago' vai ser analisado em Dezembro

Os incentivos do Estado à leitura, que substituíram o porte-pago da imprensa regional, vão ser alvo de uma avaliação, pedida pelo Gabinete para os Meios da Comunicação Social (GMCS).
12 de Janeiro de 2010 às 17:56

A política de incentivo à leitura "é muito importante, mas não sabemos se estão a ser cumpridos os objectivos", explicou à Lusa o director do gabinete, Pedro Behran da Costa. "Agora vamos conseguir saber de forma científica se o incentivo está a funcionar e em que medida", garantiu.

Criado em 2007, o incentivo à leitura dos media consiste numa comparticipação de 40 por cento dos custos de expedição das publicações periódicas (jornais ou revistas) recebidos sobretudo por residentes no estrangeiro. O incentivo substituiu o porte-pago, que chegou a ser comparticipado na totalidade pelo Estado, depois da União Europeia ter criticado o regime por alterar as regras da livre concorrência.

A avaliação, inscrita no plano de actividades para 2010 do GMCS, será tecnicamente realizada pela Universidade do Minho e o resultado será apresentado até 15 de Dezembro.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)