Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Custos de mais canais na TDT por esclarecer

Ministro diz ser prematuro tirar conclusões sobre perda de receitas.
Hugo Real 21 de Julho de 2016 às 08:40
Ministro da Cultura diz que preço a pagar pela TDT vai resultar de uma negociação entre a RTP e a PT
Ministro da Cultura diz que preço a pagar pela TDT vai resultar de uma negociação entre a RTP e a PT FOTO: Pedro Catarino
Quase um mês depois de o Conselho de Ministros ter aprovado a entrada da RTP 3 e da RTP Memória na TDT (resolução é de 23 de junho), ainda estão por esclarecer os impactos económicos que a mudança terá para a empresa.

O CM questionou a RTP sobre eventuais perdas de receitas (de distribuição - já que os canais deixam de ser exclusivos do cabo) e aumento de custos (passa a ter de pagar à PT o transporte de mais dois canais), mas o grupo público optou por não comentar. A mesma opção teve a PT, que não esclarece quanto vai cobrar à RTP. Atualmente, a dona do MEO recebe cerca de sete milhões para colocar na TDT a RTP 1 e a RTP 2.

Ao CM, o gabinete do ministro Castro Mendes, que tutela a comunicação social, adianta que o "preço a pagar por cada canal pela utilização da rede resulta de um contrato bilateral". Neste caso, entre a RTP e a PT. Contudo, sublinha que este alargamento da oferta da TDT "tem também como objetivo obter um preço menor a pagar por cada canal". Por isso, "nesta altura, é prematuro tirar qualquer conclusão sobre perda de receitas" da RTP, conclui.

Se os preços se mantivessem, o grupo público iria pagar ao MEO mais sete milhões pelos dois novos canais na TDT. Ao mesmo tempo, poderia perder mais de cinco milhões em receitas. Ou seja, o impacto poderia atingir 12 milhões de euros.

De referir que ontem o Parlamento aprovou o projeto de lei que alarga a oferta da TDT. Só o PSD se absteve.
Conselho de Ministros RTP RTP Memória PT TDT RTP 3 Castro Mendes Parlamento PSD canais televisão
Ver comentários