Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

DE PROSTITUTA A PASTORA

Decorreram ontem em Poiares e na Régua, na região do Douro, mais filmagens de exterior da telenovela “Amanhecer”. É já um dado adquirido, a TVI pediu o prolongamento para mais 30 episódios, passando para 180, o que obrigou Tozé Martinho e a produção a dar novas voltas ao enredo para que "o cheiro a povo, prostituição, faca e alguidar" continuem a ser condimentos no horário nobre da estação de Queluz.
5 de Fevereiro de 2003 às 00:00
O cupido vai bater à porta do "coração duro" de Alfredo que, após o espancamento de Lucas, a mando de Hipólito, convencido por Idalina, decide ir para Lisboa para se inteirar do estado de saúde do filho.

No dia em que chega a Lisboa, Alfredo vai ao café da Dona Rosa onde conhece Clotilde, prostituta, por quem ficou desde logo "embeiçado". Os dois vão várias vezes ao hospital visitar o Lucas. Quando regressa a Poiares traz no coração a mulher que alguns dias depois lhe apareceu na aldeia, e com quem acabou por casar, passando Clotilde de prostituta a pastora, guardando o rebanho de cabras do marido, irradiando felicidade.

A mudança radical da vida de Clotilde leva a que os casalinhos que frequentam o bar da Dona Rosa queiram conhecer as razões de tão estranhas mudanças e visitam o Douro, como foi o caso do Joca e da Dora que ontem desembarcaram na estação da Régua.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)