Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
5

Dispara a procura por conteúdos piratas

Isolamento leva as pessoas a procurar formas alternativas de entretenimento.
Sónia Dias 20 de Março de 2020 às 07:50
Computador
Computador FOTO: Getty Images
Com as pessoas a passarem mais tempo em casa, de forma a protegerem-se do surto de coronavírus, a procura de sites piratas disparou em todo o mundo, com a população a procurar formas alternativas de passar o tempo, a sós ou em família. Segundo o Google Trends - ferramenta do Google que mostra os termos mais procurados com o recurso a gráficos - no último mês, Itália registou uma maior procura por plataformas de streaming como a Netflix ou HBO, mas também de sites de conteúdos ilegais.

Com o encerramento de teatros, cinemas e museus, a busca por formas diferentes de entretenimento está a levar muitas pessoas a recorrer a sites piratas, com os italianos Guardaserie, Filmpertutti e Altadefinizione a registar números recorde naquele país que é, neste momento, o maior foco do novo coronavírus a nível mundial.

Ao mesmo tempo, sites piratas que tinham desaparecido estão a regressar em força. Exemplo disso é o Popcorn Time, a aplicação de vídeo que surgiu pela primeira vez em 2014 e logo dominou o mercado, tornando-se na ferramenta preferido por aqueles que procuravam filmes ainda em exibição nos cinemas. Entretanto eliminada pelas plataformas de streaming, que a viam como uma ameaça ao seu crescimento, o serviço pirata está agora de volta e a ganhar muito seguidores, apesar do seu consumo não ser permitido.

À semelhança dos sites ilegais de vídeos, também os de jogos online está a registar um significativo aumento da procura.n
Google Trends Itália Netflix ciência e tecnologia questões sociais Internet pornografia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)