Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
4

DVD e videojogos rendem 45,3 milhões de euros

Comércio de filmes voltou a registar um mínimo histórico no ano passado: apenas 785 mil unidades vendidas.
Duarte Faria 15 de Fevereiro de 2020 às 07:14
Comércio de filmes voltou a registar um mínimo histórico
Comércio de filmes voltou a registar um mínimo histórico FOTO: Getty Images

A venda de DVD em Portugal continua a ser fortemente penalizada pelo declínio do suporte físico, em detrimento das plataformas digitais (plataformas de streaming, videoclubes, mas também pirataria). No ano passado, esta área de negócio voltou a registar mínimos de receitas no nosso país, segundo dados disponibilizados ao Correio da Manhã pela GfK Portugal.

Em 2019, a venda de DVD e Blu-Ray gerou uma receita de cerca de 6,2 milhões de euros, um recuo de 21,5% (1,7 milhões de euros) face ao ano anterior, quando este negócio gerou 7,9 milhões. A estes valores correspondem 785 mil unidades comercializadas, uma queda de 13,3% em comparação com 2018 (906 mil unidades vendidas). Ou seja, registou-se uma diferença de 121 mil unidades.

Também o comércio de jogos de PC e consola registou um significativo decréscimo no ano passado. Foram geradas receitas na ordem dos 39,1 milhões de euros, o que compara com os 44,7 milhões do ano anterior (menos 5,6 milhões de euros). Isto significa que o setor teve uma perda de valor na ordem dos 12,5%. O número de exemplares vendidos sofreu também uma quebra significativa: 925 mil unidades vendidas, o que compara com mais de 1 milhão no ano anterior (menos 9%).

Contas feitas, estes dois mercados movimentaram 45,3 milhões de euros em Portugal (menos 7,3 milhões do que em 2018), a que corresponderam cerca de 1,7 milhões de unidades comercializadas.

Portugal DVD Correio da Manhã GfK Portugal economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)