Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

Ecrã preto é sinal para mudar a frequência da TDT

Teste arranca a 27 de novembro em Odivelas e mais quatro freguesias.
Raquel Oliveira 9 de Outubro de 2019 às 08:42
Televisão
TDT
Televisão Digital Terrestre (TDT)
Televisão
TDT
Televisão Digital Terrestre (TDT)
Televisão
TDT
Televisão Digital Terrestre (TDT)

Os telespectadores do concelho de Odivelas e das freguesias da Encosta do Sol (Amadora), Lumiar, Carnide e Santa Clara (Lisboa) serão os primeiros a sentir as mudanças nas frequências da Televisão Digital Terrestre. O ecrã preto será o sinal de que chegou o momento de sintonizar de novo o serviço de TDT, ou seja, de mudar do canal 56 para o 35.

O emissor de Odivelas Centro, que cobre aquelas cinco zonas, foi o escolhido para o teste piloto que arranca a 27 de novembro, anunciou esta terça-feira a Autoridade Nacional das Comunicações (Anacom). Os restantes emissores serão adaptados entre a terceira semana de janeiro e a primeira de fevereiro de 2020 (ver questões ao lado).

Os espectadores terão assim de sintonizar de novo os aparelhos - usando o comando da televisão ou da Box TDT - à medida que os 240 emissores forem sendo intervencionados, numa operação que estará terminada em junho do próximo ano. Estas alterações não exigem, no entanto, a compra de novos equipamentos (televisores ou boxes de TDT) ou aderir à televisão paga, alerta a Anacom.

Os utilizadores da televisão gratuita deverão estar "atentos e denunciarem quaisquer tentativas de terceiros de os induzir a fazer a aquisição de equipamentos ou a adesão a serviços de televisão paga com o argumento fraudulento de que tal seria necessário face à próxima mudança de frequências da TDT", concretiza a entidade liderada por Cadete de Matos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)