Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Ensaio para a Quinta 2

Filipa Gonçalves vai hoje reunir com a Endemol, produtora da ‘Quinta das Celebridades’, para apresentar a sua decisão final ao repto da TVI, para integrar o elenco da segunda edição do ‘rurality show’, já a partir de Março. “Em princípio vou dizer que sim, mas até ao final da reunião nada é certo”, antecipou a manequim.
14 de Fevereiro de 2005 às 00:00
Nem mesmo um ‘beliscão’ do cavalo demoveu Filipa de se enturmar com os animais da Quinta
Nem mesmo um ‘beliscão’ do cavalo demoveu Filipa de se enturmar com os animais da Quinta FOTO: Tiago Sousa Dias
Mas antes, a convite do CM, a manequim foi visitar a Quinta dos Papagaios, em Poçeirão, e ficou com uma vaga ideia de como poderão ser os seus dias caso aceite o convite.
“Não me senti nada mal. Adorei o coelhinho que só tinha um mês, os póneis, e o burro é que não me obedecia nem por nada”, confidenciou.
Em ruptura com a intensa actividade profissional que tem tido nos últimos dias, depois da reportagem publicada na revista ‘Vidas’ [do CM], há três semanas, Paula Filipa ficou a conhecer de perto os vários animais e alguns utensílios de uma quinta normal. “Tenho tido muito mais trabalhos desde então”, admite a manequim que se deliciou a montar a cavalo, apesar de este lhe ter mordiscado a barriga: “Foi quase como um beliscão, mas não levei a mal”, garante a modelo que não desgostou da sensação de poder vir a viver durante algum tempo numa quinta.
Nada parece assustar a manequim que afirmou durante o passeio, que o que mais lhe custava se fosse para a ‘Quinta 2’, “era não ter água quente. Para mim é terrível e eu lavo imenso a cabeça”. E ressalva: “Isto se eu for...” Mas não desanima: “Também em Março pode ser que o tempo já esteja melhor”.
No passeio, a modelo da DXL reserva-se a falar do namorado, “recente” e que quer “proteger” das luzes da ribalta, e centra as atenções no programa da TVI. “Gostei imenso dos teatrinhos do Castelo Branco e do Frota. Acho que se estivesse lá dentro e me nomeassem para capataz adoptava a linha deles”, confidenciou, sobre a primeira edição da ‘Quinta’. E vai mais longe: “Gostava de poder juntar-me a alguém para fazer coisas que entretenham o público e a nós também”.
Já no que respeita às “confusões e os conflitos entre a maior parte dos concorrentes”, Filipa confessa o seu desgrado, recordando o caso da confusão “entre o Zé e a Cinha quando ela lhe atirou farinha para a cara na brincadeira”. Se o episódio se tivesse passado consigo e estivesse na pele do ‘White Castle’, a manequim garante que levava “tudo na brincadeira”. No entanto, deixa o aviso: se lhe mandassem “um balde de água gelada à cara talvez reagisse mal.”
Quanto às tarefas considera-se “uma péssima cozinheira quando se trata de um batalhão de gente”. Por outro lado, não se importa de “arrumar, lavar, trabalhar na horta, ordenhar...”. De resto, se realmente decidir entrar no programa, diz estar preparada para tudo: “Nunca tive nenhuma experiência do género. Adoro desafios”.
"SOU FORTE, VOU AGUENTAR"
Filipa desabafou que a ideia com que ficou da primeira edição da ‘Quinta das Celebridades’ “é que todos levavam uma estratégia”. Contudo admite que “os que não tinham ficaram pelo caminho. Aquilo não deve ser uma estância de férias”, afirmou a rir. “Sou muito observadora e, caso vá, talvez me consiga aperceber se há ou não estratégias em cada um dos concorrentes”, rematou.
A modelo “nunca se afastou mais do que um mês de perto dos pais: “Fico sempre com muitas saudades das pessoas que gosto”. Mas garantiu ser “bastante forte” e ter capacidade “para aguentar” um desafio. Com um sorriso adiantou que “se as saudades e as carências forem devastadores há sempre o espírito da partilha”. E, para ela, “isso ajuda a passar o tempo quando o grupo é homogénio”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)