Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

ESTUDO ENTREGUE EM AGOSTO

O estudo para definir o novo serviço público de televisão que o Grupo de Trabalho Independente está a realizar vai ser entregue ao ministro da Presidência, Morais Sarmento, no calendário previsto, entre finais de Julho e início de Agosto.
10 de Julho de 2002 às 00:07
A garantia é dada pela vice-presidente do Grupo de Trabalho, Maria José Nogueira Pinto, que realçou ao CM, o facto “dos trabalhos estarem a decorrer na normalidade e dentro da calendarização agendada”.

“O estudo é entregue ao ministro e ele depois fará o que entender”, sublinhou.

A responsável revelou ainda que, até agora, ainda não há conclusões quanto ao número de canais necessários para garantir o serviço público. Sabe-se, no entanto, que no seio do grupo a discussão não é pacífica e há quem defenda a manutenção do actual sistema.

“Estamos a definir os princípios e obrigações do serviço público, a pensar no melhor modelo de financiamento, na fiscalização a ser feita e nos conteúdos”, explicou.

Sobre a crise da RTP, o Sindicato dos Jornalistas fez saber em comunicado que apelou ao Presidente da República e ao Tribunal Constitucional para que rejeitem “a nova e recalcitrante tentativa de governamentalizar a RTP”.

Entende que “o parecer vinculativo do Conselho de Opinião sobre os gestores indicados pelo Governo era o último reduto legal que protegia a Informação e Programação da empresa de serviço público contra a ingerência abusiva do poder político”.

Segundo o sindicato, “o Tribunal Constitucional já se pronunciou contra a tentativa governamental de destruir as defesas previstas na lei, mas o novo texto do executivo é uma emenda pior que o soneto”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)