Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
5

Eu quero é marcar golos

Pedro Miguel Ramos não pode estar mais satisfeito com o seu regresso à TV, quase um ano depois do último ‘Big Brother’, TVI. Nos bastidores da Gala de Natal da RTP – a transmitir no próximo sábado, mas cujas gravações decorreram anteontem –, onde é o apresentador ao lado de Merche Romero, Pedro mostra-se um verdadeiro futebolista...
16 de Dezembro de 2004 às 00:00
Pedro Miguel Ramos e Merche Romero são os apresentadores da Gala de Natal da RTP
Pedro Miguel Ramos e Merche Romero são os apresentadores da Gala de Natal da RTP FOTO: Jorge Jacinto/TV Guia
“Dá-me gozo estar à frente de uma câmara. É o meu habitat natural. É como um jogador de futebol”, afirma, dando ares de ser um avançado letal: “Eu quero é marcar golos, entrar no campo, correr atrás da bola, divertir-me. O mesmo acontece na televisão, quero é estar à frente das câmaras e sentir a adrenalina”.
Questionado sobre o seu regresso à RTP – donde saiu em 1998 após conduzir ‘O Último Nível’ –, Pedro não dá muita importância ao facto e, como um futebolista profissional, diz-se preparado para jogar em qualquer recinto. “Não posso esquecer que comecei há dez anos na RTP, os dois anos e meio que passei na SIC e também não esqueço que nos últimos anos fui muito feliz na TVI. O futuro é hoje. Agora, se é no Estádio da Luz, no de Alvalade ou no do Dragão, nesta altura do campeonato pouco importa”.
Adoptando uma postura mais defensiva, Pedro revela-se uma barreira intransponível quando o assunto é o futuro. Sem revelar pormenores, o apresentador lá deixa entender que brevemente existirão novidades. À margem da sua carreira televisiva, uma coisa é certa. Muito em breve, o apresentador vai interpretar o papel de pai. Uma ‘tarefa’ que está a ser encarada “de forma muito natural, procurando sempre salvaguardar alguma privacidade”.
Com o aproximar da época natalícia e tendo ainda bem presente o acidente trágico que vitimou o seu pai e deixou a sua mãe em coma, Pedro deixa uma mensagem sentida. “Temos de aproveitar para estar com as pessoas que gostamos, porque amanhã já pode ser tarde. Já podem cá não estar. Um minuto é um minuto e, este Natal, se puderem estar com quem realmente gostam, não percam esse minuto. Gozem-no ao máximo”, diz, garantindo que vai passar o Natal com a mãe. “Vou estar com a minha família e com a minha mãe. Ela tem vindo a recuperar lentamente, mas não sabemos como tudo vai terminar. Há umas capas sensacionalistas, a dizer que ela sabe isto e aquilo, mas ela não sabe rigorosamente nada”.
JÚLIO ISIDRO PREPARA REGRESSO
Júlio Isidro foi um dos muitos convidados da Gala de Natal da RTP e, ao CM, o apresentador revelou que gostava de regressar à televisão e, para 2005, tem em carteira alguns projectos. “Para já tenho três tributos preparados para serem transmitidos em Janeiro, mas um profissional como eu só se sente feliz quando está a trabalhar com muita permanência. Tudo farei para não me enferrujar e voltar a fazer televisão com maior periodicidade”, afirmou Júlio Isidro, dizendo que tem “cerca de 20 projectos para serem aprovados ou não na RTP”.
Quase a comemorar 45 anos de carreira, Júlio Isidro comentou ainda a ‘febre’ dos ‘reality shows’ que se tem vivido nos últimos tempos. “Não os vejo mal nas televisões comerciais. Afinal, é uma tendência global e não só portuguesa. Em todo o Mundo existe classe média, há uns que aderem e outros que recusam ver ‘reality shows’. Eu não me sento de propósito para ver esse tipo de programas”, concluiu.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)