Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

Facebook acusado de espiar utilizadores

Empresa californiana acusa gigante tecnológico de recolher dados dos telemóveis.
Sónia Dias 28 de Maio de 2018 às 01:30
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg
O Facebook está a ser processado por uma empresa da Califórnia, a Six4Three, sob acusação de espiar os utilizadores, recolhendo dados dos seus telemóveis (mesmo aqueles que não são partilhados na rede social), entre os quais fotografias e mensagens de texto, num "esquema malicioso e fraudulento".

A empresa em questão diz que desenvolveu uma aplicação para o Facebook, chamada Pikinis, que permite aos utilizadores procurar fotos dos amigos em fato de banho, e acusa Mark Zuckerberg de mentir relativamente aos limites de privacidade da mesma. De resto, a Six4Three alega que o Facebook usou esta mesma aplicação para obter os dados ilicitamente.

O processo, que já se encontra em tribunal, inclui uma vasta troca de emails e mensagens entre executivos de topo do Facebook e Zuckerberg sobre o alegado esquema.

Contudo, o fundador da rede social já reagiu às acusações, rejeitando qualquer responsabilidade.

Entretanto, em resposta aos eurodeputados que o questionaram esta semana no Parlamento Europeu, Zuckerberg fez saber que não tenciona pagar indemnizações aos lesados pela utilização ilegal de dados pessoais no âmbito do escândalo da Cambridge Analytica, uma vez que estes não incluíram informações bancárias. "Foi, claramente, uma violação de confiança. Contudo, é preciso recordar que não envolveu a partilha de dados bancários ou de cartões de crédito", disse o Facebook em comunicado.
Cambridge Facebook Parlamento Europeu Califórnia Mark Zuckerberg fundador Analytica
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)