Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Facebook usado para manipulação política

Mark Zuckerberg, fundador da rede social, admite que esta tem sido utilizada em “operações de informação”.
Sónia Dias 29 de Abril de 2017 às 09:35
Mark Zuckerberg, fundador do Facebook
Mark Zuckerberg, fundador do Facebook FOTO: EPA
O Facebook admitiu que tem sido utilizado por "atores organizados", incluindo governos ou partidos políticos, para "distorcer o sentimento político" e manipular a opinião pública em momentos estratégicos, como foram as eleições presidenciais nos Estados Unidos. A situação repete- -se agora em França.

Depois de se recusar a admitir que o Facebook podia ser utilizado para a criação de notícias falsas, Mark Zuckerberg, fundador da rede social, vê-se agora obrigado a enfrentar a verdade. Um relatório divulgado esta quinta-feira revela que os ataques de propaganda política no Facebook - conhecidos por ‘operações de informação’ - levaram à extinção de 30 mil contas da rede social em França, numa altura em que o país se prepara para a segunda volta das eleições, a 7 de maio.

No mesmo comunicado, o Facebook diz que assume a responsabilidade de agir quando os seus usuários estão a ser manipulados.

"Fomos obrigados a expandir o nosso foco de segurança do comportamento abusivo mais típico, como o hacking de contas, o malware, o spam e as fraudes financeiras, para incluir também formas mais subtis e traiçoeiras de uso indevido da nossa plataforma", diz o Facebook, naquilo que pode ser entendido como uma declaração de guerra aos que utilizam a rede social com as piores intenções.

Como tal, compromete-se a monitorizar todas as ‘operações de informação’ e desenvolver ferramentas para identificar contas falsas.
Mark Zuckerberg facebook polémica manipulação política rede social operações de informação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)