Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

FERNANDA BORSATTI REJUVENESCE

Uma veterana do teatro, que anseia por entrar em mais uma peça, ganha simpatia na pele de uma governanta divertida.
25 de Janeiro de 2003 às 01:41
Fernanda Borsatti
Fernanda Borsatti FOTO: Jordi Burch
Fernanda Borsatti diz ter muito respeito por aquele público anónimo que a cumprimenta na rua, que lhe fala e demonstra carinho. A actriz, que vemos agora na pele da governanta “Idalina” em “Amanhecer”, afirma: “Sou muito grata ao público. É para ele que represento. A minha grande compensação.” Conhecida pela sua dedicação ao teatro, Fernanda Borsatti confessa: “O melhor que uma pessoa pode ter na sua vida é fazer aquilo de que gosta. E eu tenho essa sorte, que é ser actriz!”

A intérprete, que lamenta contristada que em Portugal se dê “muito pouca importância à cultura”, tem revelado uma faceta alegre na interpretação da divertida e simpática governanta “Idalina”. Embora não anteveja para ela grandes peripécias, sublinha que as vidas dos personagens muitas vezes renascem e renovam-se. “É um amanhecer, de facto, para todos!”, exclama.

Actriz de teatro por excelência, protagonizou “Não Digas Nada”, de Tiago Torres Silva, no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, até final de Dezembro passado. O seu desejo é entrar brevemente noutra peça. “Assim Deus me dê saúde”, avança. Fernanda Borsatti sente que “há muito mais público no teatro, sobretudo gente nova” e sublinha que “o teatro nunca parou, mesmo com o impacto da televisão…”

Referindo-se à tradição da revista à portuguesa, diz agradar-lhe muito que o Parque Mayer seja renovado e ganhe boas salas de espectáculos e bons restaurantes. A construção do casino, para recuperar o Parque Mayer, não lhe parece ser uma decisão acertada. “Acho que, quem lá entrasse iria ver não uma revista, mas o espectáculo de variedades do casino. Ou então, se tivesse pouco dinheiro, optaria por jogar, para tentar ganhar mais!”,
conclui.

CAVACO SURPREENDENTE

Manuel Cavaco, que tem arrancado o aplauso dos telespectadores e da crítica pela sua participação na ficção nacional, foi convidado para participar nos episódios finais da novela “Amanhecer”. Quando previa ir de férias, depois de ano e meio de trabalho ininterrupto em “Anjo Selvagem”, o actor começa a gravar “Amanhecer” a partir do episódio 120. O final das gravações está previsto para Fevereiro dado que a novela deverá ter 160 episódios.

Alegando sigilo profissional, Manuel Cavaco escusou-se a adiantar pormenores sobre o seu papel na novela ao Correio TV, mas sempre revelou: “A personagem tem características muito especiais e a situação em que surge no enredo vai ser surpreendente.”
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)