Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Fórum polémico na TSF

O Fórum TSF de ontem, que recebeu José Sócrates, deu origem a uma reacção forte de descontentamento por parte de muitos ouvintes da estação. Dezenas de comentários a acusar a TSF de ter prestado um serviço "vergonhoso", de ter sido "parcial" e de ter feito um "frete" ao primeiro-ministro estavam na página do Facebook da estação e motivaram Paulo Baldaia, director da rádio, a publicar um esclarecimento.
29 de Abril de 2011 às 00:30
Paulo Baldaia, director da TSF, recusa críticas feitas pelos ouvintes
Paulo Baldaia, director da TSF, recusa críticas feitas pelos ouvintes FOTO: João Miguel Rodrigues

 Em causa os ouvintes que entraram em antena durante o fórum, com a grande maioria a usar o tempo destinado a perguntas para elogiar José Sócrates e o seu trabalho.

"Não temos como controlar", justifica Paulo Baldaia ao CM, dizendo que a rádio apenas pergunta o nome e dados pessoais, como profissão e local onde vivem os ouvintes. Paulo Baldaia adianta que ontem existiram mais do dobro das inscrições habituais no fórum e que a entrada em antena foi feita por ordem de inscrição. Baldaia recusa qualquer acusação de que a estação escolheu as perguntas mais favoráveis ao primeiro-ministro e concluiu que a máquina partidária do PS se mobilizou para entrar no fórum. De resto, adianta que na semana passada, quando Pedro Passos Coelho, líder do PSD, foi o convidado, as inscrições também dispararam. "O fórum é um espaço para dizer o que se pensa, seja para dizer bem do José Sócrates ou do Pedro Passos Coelho ou para dizer mal do José Sócrates ou do Pedro Passos Coelho", afirma.

Apesar do esclarecimento publicado por Paulo Baldaia, a página da TSF continuou a ser invadida por dezenas de comentários depreciativos, com alguns ouvintes a afirmarem que, inclusive, mudaram de estação por se sentirem incomodados com o rumo que o fórum tomou. 

tsf redes sociais polémica
Ver comentários