Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Gato estão de volta

O quarteto mais cómico da estação pública, constituído por Ricardo Araújo Pereira, José Diogo Quintela, Tiago Dores e Miguel Góis, está de volta ao ecrã. ‘Diz Que É Uma Espécie De Magazine’ tem início marcado para 7 de Outubro e, segundo Ricardo Araújo Pereira, o formato não deverá sofrer alterações, apesar da mudança de produtor, com a saída de Ana Torres para a Valentim de Carvalho.
14 de Setembro de 2007 às 00:00
O novo grupo de humoristas, ‘Os Incorrigíveis’, com Abílio Martins e Nuno Artur Silva (ao centro)
O novo grupo de humoristas, ‘Os Incorrigíveis’, com Abílio Martins e Nuno Artur Silva (ao centro) FOTO: Natália Ferraz
"Quando a produção muda, é habitual que queiram que o programa tenha mais qualidade, mas vamos tentar que isso não aconteça”, afirma em tom de brincadeira Ricardo Araújo Pereira. Apesar do primeiro episódio ainda não estar pensado, uma coisa é certa para o humorista, que ainda se sente em férias: “Vai ser baseado na actualidade de 1 a 7 de Outubro”. Para além dos ‘Tesourinhos Deprimentes’, haverá uma outra rubrica, que Ricardo deixou escapar, mas não quis adiantar pormenores. “Temos um projecto que envolve outro canal de TV e que será paralelo aos ‘Tesourinhos’”, disse apenas.
O assunto Madeleine McCann tem dominado os noticiários. Será esse um tema possível no ‘Diz Que É Uma Espécie De Magazine’? Ricardo opta por uma postura mais séria para responder ao CM. “O desaparecimento de uma criança nunca pode ser visto em tom de brincadeira. Mas sobre o discurso e a movimentação dos media à volta do caso é que se pode pegar”, refere o humorista
Ricardo muda novamente de postura e já em tom de brincadeira faz um ‘pedido’. “Se o Nuno Santos [director de programas] perguntar, já começámos a trabalhar em Setembro”, sublinha o humorista, entre risos, pouco depois de dizer que só na primeira semana do próximo mês é que vão começar a preparar o programa.
‘Diz Que É Uma Espécie De Magazine’, que vai para o ar ao domingo à noite, termina a 31 de Dezembro, precisamente no dia em que o quarteto acaba o contrato com a RTP. Depois disso, o futuro é ainda incerto. “Vamos deixar passar um bocadinho. Uma parte de 2008, ou mesmo o ano todo”.
‘OS INCORRIGÍVEIS' DO SAPO
Ricardo Araújo Pereira esteve, ontem, ao lado de Herman José, Bruno Nogueira e José Diogo Quintela, com quem vai integrar o painel de comentadores do portal sapo.pt, num projecto criado em parceria com as Produções Fictícias. Os quatro humoristas portugueses terão uma crónica semanal onde podem falar sobre o que quiserem.
“Eu vou dizer algumas verdades que doem, mas dever ser ouvidas... e também fazer palhaçada”, diz José Diogo Quintela no vídeo de apresentação já disponível no portal sapo. Herman José gravou também uma pequena apresentação no seu barco, ainda em férias, dizendo apenas: “Agora não dá”. Bruno Nogueira diz que integrar o projecto “vai ser muito divertido, porque nos pagam. Ricardo Araújo Pereira deixa a promessa: “Vou falar de assuntos, mas também poderei abordar temas e vou, com certeza, sublinhar certos aspectos”.
COMENTÁRIO A L. F. SCOLARI
Durante a apresentação do novo projecto, ‘Os Incorrigíveis’, Ricardo Araújo Pereira fez questão de dedicar umas breves palavras à agressão do treinador da selecção nacional, Luís Felipe Scolari, ao jogador Sérvio Dragutinovic. “O meu comentário sobre o jogo de ontem é: se é para fazer aquilo, mais vale não agredir”, começa por dizer. “O homem vai ser castigado e nem uma pêra bem assente deu naquele eslavo”, refere Ricardo Araújo Pereira. E acrescenta: “Portanto, não há um hematoma, não há nada para apresentar. E a UEFA vai castigá--lo na mesma”, justifica. Na parte final, o humorista diz ainda: “Sou contra e acho mal”. A opinião do ‘Gato Fedorento’ está disponível em vídeo, em www.sapo.pt, e até ao fecho desta edição foi visto por mais de 16 mil pessoas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)