Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

Gonçalo Reis quer uma RTP alternativa

Novo conselho de administração não quer concorrer com canais privados.
Teresa Oliveira 29 de Janeiro de 2015 às 20:28
RTP 1 deve apostar	forte na programação infantil
RTP 1 deve apostar forte na programação infantil FOTO: João Miguel Rodrigues

A nova administração da RTP apresentou ontem ao Conselho Geral Independente (CGI) o Projeto Estratégico para a empresa, cujos canais devem ter uma programação diferenciadora e não concorrencial. A RTP 1 vai apostar forte na programação infantil e a RTP 2 mantém o desporto amador.

Gonçalo Reis, o novo presidente, quer uma RTP com grande produção na informação, já no que concerne à ficção [cinema e séries] deve recorrer à produção externa, nomeadamente aos produtores independentes.

Gonçalo Reis, Nuno Artur Silva e Cristina Vaz Tomé, os novos membros da Administração, pretendem uma RTP "difusora de conteúdos em múltiplas plataformas e para todos os públicos".

"Os serviços de programas da RTP devem ser uma referência e conter o que de melhor se faz e se fez na produção audiovisual em Portugal e no Mundo: qualidade e diversidade. Essencial é que a oferta da RTP não seja unicamente um empacotamento de conteúdos, deverá ser uma programação criativa e estimulante de serviços de programas", lê-se no projeto, que ainda conhecerá uma versão mais detalhada.

Genericamente, a orientação geral será no sentido de a RTP se "posicionar como clara alternativa aos serviços de programas privados de sinal aberto, alinhada com as linhas de orientação estratégica do CGI". 

Ver comentários