Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
9

Google alvo de mais uma multa milionária

Gigante da Internet sancionada em 7 milhões de euros por não cumprir legislação europeia de proteção de dados.
Sónia Dias 17 de Março de 2020 às 08:29
Google
Google
Google
Google
Google
Google
Google
Google
Google
A Google foi multada em 75 milhões de coroas suecas (cerca de 7 milhões de euros) por "violações da lei do Direito a Ser Esquecido". Desde 2014 que a empresa é obrigada a disponibilizar um formulário online para que os usuários da União Europeia solicitem a remoção de conteúdo "inadequado, irrelevante ou não mais relevante, ou excessivos em relação aos fins para os quais foram processados". Contudo, esta regra não terá sido cumprida.

Ao site The Register, a empresa liderada por Sundar Pichar fez saber que "discorda da decisão por princípio" e que pretende "recorrer" da mesma, tendo três semanas para o fazer.

A punição baseia-se no Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia e em duas auditorias feitas pelo governo sueco. Desde que o regulamento entrou em vigor, a Google já recebeu milhões de pedidos relativos ao direito a ser esquecido, mas menos de 45% foram atendidos.

Além da multa, a Autoridade Sueca de Proteção de Dados condena a prática da empresa de informar os proprietários do site sempre que um URL (endereço virtual de cada site) é removido e quem fez o pedido. Essa medida oferece ao proprietário do site a oportunidade de mover as informações para outro URL que ainda é acessível pela pesquisa do Google, anulando o direito a ser esquecido.

O Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia já motivou mais de 133 milhões de euros em multas. Até agora, a sanção mais alta atribuída à Google foi de 50,7 milhões de euros, quando as autoridades francesas acusaram a tecnológica de violar as regras de privacidade dos usuários.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)