Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media

Google chega a Marte

Depois do Google Earth e do Google Moon (mapas reais da Terra e seu satélite natural), foi agora lançado o Google Mars. Trata-se de uma página na internet que oferece ao utilizador, pela primeira vez, a visão interactiva da superfície de Marte (www.google.com/mars).
20 de Março de 2006 às 00:00
Os mapas foram feitos a partir de fotos tiradas pela NASA
Os mapas foram feitos a partir de fotos tiradas pela NASA FOTO: Jorge Godinho
Os mapas foram feitos a partir de fotos tiradas pelas sondas Mars Odissey e Mars Global Surveyor, da NASA. O Google permite aos visitantes ver o planeta em três formatos diferentes: Elevation (mapa colorido segundo os níveis de altitude), Visible (mapa a preto e branco) e Infrared (mapa de temperatura).
A partir deles, o utilizador consegue também ter uma visão geográfica real do planeta e observar com detalhe montanhas, vales, dunas e crateras. Os mapas têm ainda a particularidade de assinalarem os locais onde se encontram actualmente as sondas Spirit e Oportunity.
ONDE ESTÃO OS MARCIANOS?
“A intenção é todos podermos olhar para Marte e afastarmos a ideia de que se trata de um local misterioso de onde vêm marcianos”, explicou o geólogo Phil Christensen. A partir da Terra, foi ele que operou, precisamente, a sonda Mars Odissey, que registou grande parte das imagens.
O Google Mars surge depois do Google Moon, página lançada no ano passado. Além de oferecer um mapa detalhado da superfície da Lua, destaca também os locais onde aterraram as seis missões Apollo.
SONDA SPIRIT APRESENTA PROBLEMAS
Um das seis rodas da sonda Spirit, que se encontra em missão no planeta Marte, deixou de funcionar, pelo que o veículo tem demonstrado nos últimos dias alguns problemas em deslocar-se, informou a NASA. O problema pode vir a comprometer uma missão que dura há já dois anos, já que dificilmente o Spirit conseguirá chegar ao sector conhecido por McColl Hill e abrigar-se do Inverno do planeta. A Spirit, que se encontra em Marte juntamente com a sonda Oportunity, tem como missão atingir os pontos mais altos de Marte. A Spirit deveria chegar a uma região de grande altitude para receber energia solar e continuar o percurso, mas tal deverá ser quase impossível. A sonda só tem energia acumulada para uma hora de funcionamento por dia.
É de recordar que em 2004 os dois veículos, posicionados em diferentes regiões do planeta, já tinham confirmado a existência de água num passado remoto. As sondas têm, entretanto, enviado fotos para a terra.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)